Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique regista crescimento no uso de cartões Visa

Moçambique integra um grupo de cinco países africanos que, no corrente ano, registou o maior crescimento na utilização de cartões Visa no continente, anunciou, Quinta-feira, em Maputo, a multinacional norte-americana de serviços financeiros Visa.

Falando em conferência de imprensa, o Director-Geral da Visa para a África Sub-sahariana, Jabu Basopo, disse que os seus clientes em Moçambique emitiram mais de dois milhões de cartões Visa, o que representa um crescimento de 33 por cento no volume de transacções, de Junho de 2010 até o mesmo período deste ano.

“Olhando para o mercado africano, Moçambique é um dos cinco países que registaram um grande crescimento de utilização dos cartões Visa”, disse Basopo, apontando para vizinha África do Sul, Angola, Marrocos e Nigéria como sendo outros mercados dos “top cinco”.

Contudo, estas posições não são estáticas, podendo variar de ano para ano, tendo em conta o nível de emissão e utilização de cartões Visa nos diferentes países do continente.

Em Moçambique, os serviços visa estão ligados a quase todos os 15 bancos existentes no país e permitem a interligação dos bancos entre si, com outros estabelecimentos comerciais, bem como com o resto do mundo, permitindo transacções via ATM e POS.

“Os pagamentos electrónicos são importantes para desenvolvemos uma economia forte e moderna. Os produtos Visa conseguem promover a transparência e a responsabilidade, reduzir os custos da transacção e diminuir o tamanho da economia informal e cinzenta, ajudando a estimular o crescimento da economia e a taxa de empregabilidade”, disse Basopo.

Segundo Basopo, no período em análise, os cartões visa foram utilizados mais de 2,6 biliões de vezes, durante o período em análise (último ano), em ATMs e POSs.

A multinacional Visa tem vindo a realizar campanhas de sensibilização da população para usar os seus cartões do banco, evitando carregar o dinheiro, quando por exemplo, se pode efectuar pagamentos via POS.

“Os pagamentos electrónicos não beneficiam apenas o banco ou empresa ou a Visa, mas a economia do país, como um todo. Com o uso de cartões, há uma percentagem que vai para o Produto Interno Bruto”, disse ele.

Por seu turno, o director da Visa em Moçambique, Christian Bwakira, disse que, nos próximos anos, esta multinacional vai continuar a trabalhar na sensibilização da população para um maior uso dos seus cartões.

Igualmente, a Visa pretende investir, em colaboração com os bancos, em infraestruturas e na formação de recursos humanos em matérias de diversas, incluindo gestão do risco, para melhor evitar a ocorrência de fraudes bancárias com recurso a cartões Visa.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!