Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique propõe à Polónia perdão de 95 porcento da dívida

O governo de Moçambique vai propor à Polónia o perdão da dívida em 95 porcento, no âmbito dos critérios do Clube de Paris, segundo o ministro das Finanças de Moçambique, Manuel Chang, citado pela Rádio Moçambique, estação pública. Moçambique deve 217 milhões de Euros (9.8 biliões de meticais) à Roménia, Hungria, Bulgária e a Polónia, países do antigo bloco do leste europeu.

Esta divida foi contraída por Moçambique durante o período de Guerra- Fria. Segundo Chang, o pedido de perdão e reescalonamento da dívida de Moçambique à Polónia será um dos principais objectivos da participação da delegação moçambicana na reunião de primavera do Banco Mundial (BM) e o Fundo Monetário Internacional (FMI), que decorre desde a última terça-feira em Washington, nos Estados Unidos de América (EUA). Falando a jornalistas antes da sua partida para os EUA, o governante moçambicano assegurou que o país vai apresentar uma proposta de perdão da dívida em 95 porcento e reescalonamento dos restantes cinco porcento.

“A proposta é que se siga aquilo que são as condições do Clube de Paris, mesmo tendo em conta que a Polónia não integra o Clube” disse Manuel Chang. Em quatro anos, Moçambique conseguiu reduzir a sua dívida externa em cerca de 60 porcento, fixando-a actualmente em aproximadamente 2,4 mil milhões de euros (109.2 biliões de meticais). Durante cinco dias, responsáveis pelo pelouro das finanças de diversos países do mundo vão discutir sobre a representação dos países africanos nos conselhos de administração do Banco Mundial e FMI, no quadro das chamadas reuniões de primavera.

O desenvolvimento socio-económico e a regulamentação financeira, políticas monetária e fiscal também fazem parte da agenda das reuniões em Washington. De referir que Moçambique faz-se representar no encontro pelos ministros das Finanças, Planificação e Desenvolvimento, bem como pelo Governador do Banco Central,Manuel Chang, Aiuba Cuereneia e Ernesto Gove, respectivamente.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!