Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique: gripe a estacionária

O Ministério moçambicano da Saúde (MISAU) anunciou hoje, em Maputo, que o país não registou nenhum novo caso da Gripe A nas últimas duas semanas. “Aparentemente, a Gripe A está silenciosa. Há duas semanas, não temos notificação de novos casos, continuamos com 130 casos suspeitos e 57 positivos. Para nós, a doença está estacionária”, disse o portavoz do MISAU, Leonardo Chavane, falando esta sexta à imprensa durante o encontro semanal destinado a fazer balanço dos casos de cólera e Gripe A.

Segundo Chavane, apesar dessa tendência estacionária da doença, o MISAU continua a sensibilizar as pessoas para tomarem medidas de prevenção porque esta pode vir a eclodir novamente. “O nosso conhecimento histórico em relação aos outros países, as epidemias da Gripe A vão e vêm”, disse a fonte, admitindo a possibilidade de vir a eclodir um novo pico da doença.

Outro dado histórico tem a ver com o facto da ocorrência de maior número de cólera no Inverno. Moçambique agora está no Verão, devendo, de acordo com essa lógica, estar vulnerável a Gripe A quando começar o frio entre Março e Abril. Entretanto, Chavane disse que essa lógica nem sempre funciona. Por exemplo, os casos de Gripe A reduziram em alguns países europeus, mesmo estando agora em época do Inverno.

Enquanto isso, o MISAU aguarda pela vacina contra esta doença a ser disponibilizada no princípio do próximo ano pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Chavane disse não saber as quantidades de vacina a serem atribuídas à Moçambique, mas são 30 milhões de doses destinadas a um grupo de países em vias de desenvolvimento. Mês passado, Leonardo Chavane referiu que quando as vacinas chegarem ao país serão distribuídas a toda gente, com prioridade para mulheres grávidas e crianças.

Actualmente, o MISAU trata as pessoas padecendo com esta doença com as 30 mil unidades de “tamiflu”, medicamento da Gripe A, atribuídas pela OMS.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!