Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique gradua primeiros PHD’s

A Universidade Eduardo Mondlane (UEM), a maior e mais antiga instituição do ensino superior em Moçambique, apresentou, esta Sexta-feira, em Maputo, os primeiros dois graduados no país com o nível de doutoramento. Trata-se de Samaria Tovela e Eliseu Mabasso, ambos graduados no campo da Linguística, primeiro curso da UEM a formar estudantes aos níveis de doutoramento.

 

 

Tovela defendeu o seu nível com um trabalho intitulado “Competência Linguística Discursiva em Alunos da 10ª Classe do Ensino Secundário Geral em Moçambique” , enquanto Mabasso fez o nível com a tese “As Estratégias Linguísticas Discursivas na Investigação Criminal: O Caso das Esquadras de Maputo”.

Segundo o jornal “Notícias”, esses doutores fazem parte dos 854 estudantes graduados esta Sexta-feira pela UEM, dos quais constam 101 mestres e 751 licenciados.

Ainda no mesmo dia, a Universidade Pedagógica (UP) graduou 2098 licenciados e 22 mestres que concluíra os seus cursos em diversas áreas de conhecimento.

Falando durante uma das cerimónias de graduação, o Primeiro-Ministro, Aires Ali, considerou esses sucessos como fruto de dedicação e persistência e o materializar de um sonho de Mondlane (arquitecto da Unidade Nacional), Samora (primeiro Presidente do país), Chissano (segundo Presidente) e Guebuza (actual Presidente) e do povo moçambicano.

Na sua intervenção durante a cerimónia da UEM, Ali lembrou a que formação começa com a graduação de estudantes a partir de níveis inferiores como a de professores primários, sendo motivo de muito orgulho o facto do país apresentar hoje os primeiros doutorados.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!