Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique defende expansão da língua portuguesa

A presidente da Assembleia da República de Moçambique, Verónica Macamo, disse, terça-feira, em Lisboa, que apesar da importância do Acordo Ortográfico da CPLP, os estados membros deviam preocupar-se mais com a expansão da língua portuguesa.

Em declarações à Angop, no quadro da II Assembleia Parlamentar da CPLP, Verónica Macamo afirmou que Moçambique é a favor do acordo, mas os países devem continuar a introduzir novos elementos para o enriquecimento da língua visando a sua afirmação do plano internacional.

Em seu entender, a implementação do acordo ortográfico está mais próxima, mas é preciso compreender a dinâmica e as especificidades de cada país. “Não vejo razões para existirem polémicas para implementação do Acordo Ortográfico. Moçambique não o fez por razões de calendário, mas poderá fazê-lo a qualquer momento”, disse.

A líder do parlamento de Moçambique elogiou a forma como foram discutidos os temas agendados para II Assembleia Parlamentar da CPLP, o que demonstra que todos estão empenhados em fortalecer o parlamento da organização. “Todos estão interessados em transformar a CPLP numa organização forte e interactiva a nível internacional. Há muita vontade para que através da CPLP se possa lograr ganhos para os povos da comunidade”, referiu.

Destacou a concertação existente entre os integrantes da comunidade para encontrarem uma saída comum da crise económica mundial, saindo daí experiências para que cada país possa tirar dividendos. Moçambique e Angola são os únicos países que ainda não ratificaram o Acordo Ortográfico da CPLP.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!