Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique com mais armas de fogo fora do controlo governamental

Moçambique detém um elevado arsenal de armas de fogo fora do controlo das autoridades governamentais locais, segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). O mesmo organismo da família da Organização das Nações Unidas (ONU) aponta também a República Democrática do Congo, Angola e África do Sul como fazendo parte do grupo de quatro países da África Austral tidos como “com mais e graves problemas de proliferação de armas de fogo fora do controlo das autoridades governamentais locais”.

A informação vem contida num relatório do PNUD acabado de ser publicado e intitulado Estratégia de Controlo de Armas Ligeiras na África Austral. O documento realça que naqueles países “reina um clima de insegurança e instabilidade devido à proliferação de armas de fogo fora do controlo das autoridades”.

Para minimizar a situação, o PNUD acaba de alocar a Moçambique cerca de 14,9 milhões de dólares norte-americanos para, entre 2010 e 2011, implementar um projecto de formação de unidades especializadas para controlo de armas de fogo e contra tráfico de armas.

As referidas unidades serão integradas por agentes da Polícia da República de Moçambique (PRM) e está igualmente em implementação nos restantes três países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), através da organização regional de chefes de Polícia da África Austral, denominada SARPCCO.


Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!