Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique com inflação anual de 12,43% em 2010

A carestia de vida em Moçambique registou um agravamento geral de 12,43%, em 2010, de uma previsão de 12,50% de inflação anual fixada em meados do segundo semestre de 2010 pelo Governo aquando da revisão em alta da taxa anual de 9,5% fixada inicialmente no seu Plano Económico e Social (PES) de 2010.

A medida foi tomada tendo em conta o aumento generalizado dos preços de bens alimentares e não alimentares que redundaram em manifestações populares violentas dos dias 1 e 2 de Setembro passado em Moçambique, e travadas pela aprovação de subsídios para combustíveis, pão e transporte público urbano, num valor global de cinco biliões de meticais.

Dados oficiais, entretanto, recolhidos nas cidades de Maputo, Beira e Nampula, que servem de amostra do país, indicam que Moçambique registou, em Dezembro de 2010, uma inflação na ordem de 3,72% com a divisão de alimentação e bebidas não alcoólicas a ser a principal responsável pelo comportamento do nível geral de preços com cerca de 3,58%.

O tomate, coco, peixe fresco, batata-doce e frango foram os produtos que mais agravamento de preços registaram, em Dezembro, na ordem de 40,2%, 29,2%, 12,9% e 8,4%, respectivamente, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). Em termos de inflação acumulada no período em análise, o INE refere que ela foi de 17,44% com a divisão de alimentação e bebidas não alcoólicas a contribuir no total da inflação com 13,34%, enquanto o coco, tomate, arroz, carapau e petróleo de iluminação, entre outros, são produtos cujo agravamento de preços teve maior impacto no total da inflação acumulada ao contribuírem com 6,76%.

Frisa-se que para a inflação anual moçambicana de 12,43% a divisão da alimentação e bebidas não alcoólicas contribuiu na variação média de preços de 12 meses com uma média de 15,31%.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!