Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambicano detido por roubar a delegados do mundial

Um cidadão supostamente moçambicano foi detido semana passada em Joanesburgo por ter praticado um crime de furto contra uma delegação de países que participam no campeonato de mundo em futebol em curso na África do Sul desde o dia 11 de Junho corrente.

O suposto criminoso, cujo nome não foi especificado, terá roubado um laptop pertencente a uma delegação de um dos países participantes na copa do mundo, segundo disse na terca-feira o porta-voz do Comando-geral da Policia moçambicana (PRM), Pedro Cossa, falando a imprensa. Segundo Cossa, o suposto moçambicano faz parte de diversos cidadãos estrangeiros detidos pela Polícia na África do Sul em conexão com crimes cometidos contra os participantes neste campeonato.

Semana passada, a Policia sulafricana disse que a maioria dos crimes contra os delegados ao mundial era perpetrada por indivíduos estrangeiros interessados em transmitir uma imagem negra em relação ao país organizador desta copa. Esse posicionamento das autoridades sul-africanas foi criticado pela opinião pública uma vez que procura empurrar as culpas da falta de segurança para os estrangeiros, os mesmos que há dois anos foram vítimas de ataques xenófobos alegadamente por roubarem melhores oportunidades de vida aos locais.

A AIM perguntou ao porta-voz da polícia se essa posição da polícia sulafricana é partilhada por outras polícias da região, incluindo de Moçambique, que também se encontram naquele país a garantir a segurança do mundial. “Eles, a polícia sul-africana, disseram isso e apresentaram provas. Há detidos estrangeiros. Foram detidos três argelinos, três zimbabweanos, dois etíopes, um malawiano, um nigeriano, três britânicos, um americano…”, disse Cossa, sem contudo esclarecer o crime cometido por cada um dos detidos. Cossa disse ainda que as autoridades sul-africanas têm aplicado penas duras para aqueles que cometem crimes contra as delegações do mundial.

Ainda no âmbito do mundial, Moçambique recebeu há dois dias um total de 17 agentes da polícia europeia que escalaram o país com o destino a África do Sul. Trata-se de 11 italianos, quatro espanhóis, um búlgaro e um turco que a esta altura estão já a caminho da África do Sul, após terem sido recebidos pelo Comando-geral da Policia moçambicana.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!