Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

MITRAB: Brigadas móveis monitoram regresso de mineiros

Brigadas móveis da Delegação do Ministério do Trabalho na República da África do Sul (RAS) trabalham a partir do próximo fim-de-semana na fronteira moçambicana e noutros pontos de chegada para monitorar o regresso de todos os cidadãos nacionais em serviço naquele país vizinho.

Um comunicado do Ministério do Trabalho (MITRAB) recebido pela AIM, refere que mais de 30 mil mineiros que vieram passar a quadra festiva em Moçambique, prevendo-se que o seu regresso a Africa do Sul esteja concluído até dia 10 de Janeiro corrente, ou seja na véspera da reabertura da maioria das companhias mineiras.

Até à entrada da última semana de Dezembro, atravessaram a fronteira de Ressano Garcia, em direcção a Moçambique, 49 mil trabalhadores moçambicanos na RAS, a maioria dos quais afectos no sector mineiro.

Segundo o comunicado, a entrada destes mineiros deve-se à facilidade criada pelo Governo moçambicano na fronteira, bem como pelas autoridades sul-africanas durante a quadra festiva, sobretudo no que concerne ao processo migratório e alfandegário.

Esta coordenação levou, à última hora, mais mineiros a regressarem a Moçambique, mesmo aqueles que, inicialmente, haviam decidido passar as festividades do Natal e de Fim-de-Ano na RAS.

A maioria dos mais de 30 mil mineiros que vieram passar as festas de Natal e de Fim-de-Ano em Moçambique fez-se transportar em viaturas particulares, de colegas ou de amigos, numa altura em que a transportadora rodoviária sul-africana de carreiras de longo curso, Vaal Masero, transportava para Moçambique 13.134 mineiros.

O MITRAB destaca no seu comunicado que durante a movimentação de moçambicanos para a terra natal, nesta quadra festiva, registou-se um acidente de viação envolvendo duas viaturas mini-bus que seguiam em sentido contrário na zona de Mtubatuba, na Província de KwaZulu-Natal.

Um dos veículos circulava no sentido Durban-Maputo e o outro no sentido Josini-Richards Bay, tendo morrido 16 passageiros, entre os quais dois moçambicanos.

Importa, segundo o MITRAB, sublinhar que nenhum dos dois moçambicanos perecidos neste acidente era mineiro. Na ocasião, outros cinco moçambicanos contraíram ferimentos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!