Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

MISAU quer gestão planificada dos medicamentos

O Ministro da Saúde, Alexandre Manguele, reiterou que a grave crise de medicamentos que assolou este sector em Moçambique já foi ultrapassada, havendo necessidade de, no presente ano de 2012, a respectiva gestão passar a ser planificada e não de emergência.

Falando, última Segunda-feira, em Maputo, na abertura do XXXVII Conselho Coordenador do Ministério da Saúde (MISAU), Manguele sublinhou que apesar dos avanços registados no sector “sentimos que ainda temos grandes desafios como a necessidade de se estabilizar a gestão dos medicamentos, consumíveis e reagentes”.

“Precisamos de passar duma gestão de emergência para uma gestão planificada e controlada aos diversos níveis”, sublinhou o titular da pasta da Saúde.

Naquela ocasião, Manguele apelou aos diversos parceiros para contribuírem com o seu saber e experiência para que os medicamentos cheguem ao utente em tempo útil com qualidade e dosagem certa.

“Não devemos permitir que os medicamentos continuem a ser vendidos clandestinamente no mercado informal porque isso já nem é medicamento mas sim uma droga prejudicial a nossa saúde”, acrescentou a fonte.

Manguele destacou, igualmente, a necessidade de se fortificar o controlo dos medicamentos, ajuntando que tem de se reduzir o desperdício e eliminar o desvio de recursos.

O presente Conselho Coordenador tem como agenda principal a apresentação dos avanços e dificuldades que o sector da Saúde registou desde a última reunião do género.

No encontro serão ainda apresentadas as prioridades para 2013.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!