Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

MISA-Moçambique repudia reacção da FIR

O Misa-Moçambique lançou um comunicado no qual repudia veementemente a reacção da Força de Intervenção Rápida (FIR) contra jornalistas da STV que faziam reportagem sobre a greve da G4S.

No referido comunicado distribuído à imprensa, o MISA-Moçambique refere que seguiu com indignação os actos de intimidação e obstrução perpetrados, esta quarta-feira, por membros da Força de Intervenção Rápida à equipa de reportagem da estação televisiva STV, quando esta fazia a cobertura jornalística de uma greve empreendida por trabalhadores da empresa privada de segurança, G4S, na cidade de Maputo.

Na ocasião, membros da Força de Intervenção Rápida encetaram manobras de bloqueio e obstrução ao trabalho de registo de imagens da equipa da STV, ordenando o não registo do acontecimento, com ameaças explícitas de destruir o equipamento de filmagem.

“O MISA-Moçambique condena em termos vigorosos esta acção despropositada da FIR, na medida em que ela viola claramente o conteúdo do Artigo 27 da Lei de Imprensa, que atribui ao jornalista direito de “livre acesso e permanência em lugares públicos onde se torne necessário o exercício da profissão”, e o direito de “não ser afastado ou por qualquer forma impedido de desempenhar a respectiva missão no local onde seja necessária a sua presença como profissional da informação…” – lê-se no comunicado.

No mesmo comunicado, o Misa-Moçambique recorda em diferentes fóruns e ocasiões o órgão tem vindo a alertar as autoridades públicas nacionais, no sentido de prepararem adequadamente as forças de defesa e segurança do país, de modo a que harmonizem a sua actuação de manutenção da segurança e da ordem pública, com as regras de um Estado de direito democrático, respeitando os direitos humanos fundamentais, consagrados na Constituição da República de Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!