Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ministério da Educação introduz novo calendário escolar

O Ministério da Educação (MINED) vai introduzir um novo calendário escolar a partir do próximo ano em Moçambique, uma medida que surge devido a conjugação de vários factores, entre os quais as chuvas que ciclicamente afectam o país no princípio do ano lectivo, condicionando assim o bom desempenho das escolas públicas.

Citado na edição da Quinta-feira do jornal “Noticias”, o Ministro da Educação, Augusto Jone, explicou recentemente na Beira, capital da província central de Sofala, que o actual calendário escolar coincide com a época de pico das chuvas, facto que influencia negativamente no aproveitamento pedagógico, uma vez que as aulas naquele período são frequentemente interrompidas.

Segundo o Ministro, a proposta do novo calendário escolar que poderá entrar em vigor a partir do próximo ano estabelece o início do ano lectivo em meados de Fevereiro, tido como o período do fim das chuvas.

Jone disse ainda que outro grande constrangimento do actual calendário escolar tem a ver com a falta de tempo para o professor gozar 30 dias de férias, devido aos processos que o currículo impõe.

“O actual calendário escolar é muito apertado. Quando as aulas terminam temos o processo de preparação dos exames, realizam-se os exames, de novo o mesmo professor deve preparar os alunos para a 2ª época e quando termina, logo em Janeiro, iniciam as matrículas e no mesmo mês as aulas”, explicou o Ministro.

Por isso, não há espaço para o professor gozar as suas férias, algo que também pode ter outro impacto no sistema de educação.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!