Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mineiros moçambicanos na RAS “encaixam” mais de USD5,2 milhões

Apenas parte dos cerca de 50 mil mineiros moçambicanos a trabalhar na África do Sul transferiu para os seus familiares em Moçambique cerca de USD5,2 milhões ao longo da primeira quinzena de Abril corrente, segundo o Banco de Moçambique (BM).

O valor contribuiu para atenuar o desgaste das Reservas Internacionais Líquidas de 18,8 milhões de dólares registado naquele período, fazendo com que o seu saldo se fixasse nos cerca de 2092,5 milhões de dólares, segundo ainda o BM.

A entrada líquida de fundos externos a favor de projectos do Governo no valor de 9,2 milhões de dólares, juros líquidos de aplicações de activos no exterior de 800 mil dólares e ganhos decorrentes do efeito-preço nas operações envolvendo títulos de cerca de 600 mil dólares contribuíram também para atenuar o desgaste das Reservas Internacionais Líquidas no fecho da primeira quinzena de Abril corrente.

O desgaste foi provocado pelas perdas cambiais líquidas no valor de 13,2 milhões de dólares, vendas líquidas de divisas efectuadas pelo BM no Mercado Cambial Interbancário (MCI) no montante de 6,8 milhões de dólares, transferências líquidas efectuadas pelos bancos comerciais junto do BM, na ordem de USD 6,5 milhões e diversos pagamentos feitos pelo Estado no valor global de USD 4,8 milhões, para além da amortização do serviço da dívida pública externa no valor de 4,1 milhões de dólares norte-americanos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!