Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Migrantes etíopes bloqueados em Djibuti pedem ajuda para regressar à casa

O Centro de Acolhimento dos Migrantes (MRC) da Organização Internacional para as Migrações (OIM) do Djibuti tem dificuldade para fazer face a um número crescente de migrantes etíopes bloqueados que pedem uma ajuda em transporte para regressar à sua pátria, indica um comunicado da OIM divulgado, esta Sexta-feira (3), em Lagos, na Nigéria.

O MRC anunciou o registo de sete mil 137 migrantes pelos seus serviços no Djibuti durante o primeiro trimestre de 2013, o que representa um aumento de 79 porcento em relação ao mesmo período em 2012.

A OIM lançou um apelo de fundos de seis milhões de dólares americanos aos doadores para continuar a dar uma assistência aos migrantes vulneráveis no Djibuti. Em 2012, a OIM repatriou voluntariamente 59 migrantes etíopes vulneráveis, ao passo que, desde Abril deste ano, ela já ajudou 246 etíopes a regressar ao seu país.

A maioria dos migrantes etíopes projecta passar pelo Djibuti para ir ao Iémen donde prosseguem para a Árabia Saudita. O Djibuti é o principal país de trânsito dos migrantes clandestinos que penetram no Golfo de Aden com destino aos países do Golfo e outras nações.

Ano passado, 108 mil migrantes chegaram ao Iémen provenientes do Corno de África dos quais 84 mil transitaram pelo Djibuti.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!