Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mértola financia laboratório em Monapo

Cerca de três mil alunos da Escola Secundária de Monapo vão, a partir dos próximos três meses, aceder a testes laboratoriais nas disciplinas de Física, Química e Biologia.

Com efeito, está em construção um laboratório naquele estabelecimento de ensino custeado pela Câmara de Mértola, de Portugal, no valor de 700 mil meticais. De acordo com João Luís, edil da vila municipal de Monapo, o desembolso daquele montante enquadra-se nos acordos de gemilagem existentes com a câmara portuguesa de Mértola em vigor há uma década, os quais preconizam a prestação de apoio institucional à autarquia de Monapo.

Será no quadro dos acordos em questão que a parte portuguesa vai desembolsar um montante que está em processo de quantificação, visando o patrocínio da aquisição de material para apetrechar o laboratório que está em construção no recinto da Escola Secundária de Monapo, cujas obras deverão ficar concluídas no próximo mês.

Os acordos de gemilagem entre as autarquias de Monapo e de Mértola começaram a produzir efeitos visíveis há cerca de dois anos com a construção em material convencional, no bairro de Mecutane, nos arredores da vila, de uma escola com quatro salas e devidamente equipada com mobiliário escolar. A Câmara de Mértola enviou, recentemente, uma equipa de técnicos ligados à área de agua para fazer a avaliação dos custos para a reabilitação e ampliação do sistema de abastecimento daquele liquido precioso à vila de Monapo.

Os trabalhos em causa serão executados por empresas nacionais do ramo, de acordo com João Luís.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!