Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Melhora qualidade de energia na Beira

Melhorou bastante a partir de finais do ano passado a qualidade de energia eléctrica fornecida pela EDM à Cidade da Beira, a segunda mais importante do País.

O Director Regional Centro e da Área de Distribuição da Beira da EDM, Neves Xavier, disse, sábado, à imprensa, ter contribuído para essa melhoria a conclusão de um conjunto de obras de reabilitação e reforço das redes de média tensão, baixa tensão e postos de transformação (vulgo PT’s), no primeiro semestre do ano passado.

Paralelamente, referiu-se a conclusão recente das obras de reabilitação, reforço e modernização da Subestação da Munhava, estando por finalizar as obras do Posto de Seccionamento da Manga.

No global estas obras inscritas no Projecto de Melhoramento da Qualidade de Fornecimento de Energia Eléctrica à Cidade da Beira absorveram 15.5 milhões de dólares norte americanos, um financiamento do banco sul africano DBSA.

“Hoje já podemos afirmar que a Beira regista zero corte de energia” – estimou Neves Xavier. Contudo, reconheceu que apesar de muito ter sido feito os problemas não acabam, anotando que a rede é dinâmica.

“Temos que ter em conta a localização das centrais de produção de energia fornecida à Cidade da Beira (nomeadamente Mavúzi, Chibata e Tete), ao longo das linhas de transporte podem surgir perturbações” – preveniu.

Até o ano passado, refira-se, o fornecimento de energia eléctrica à Cidade da Beira era caracterizado por uma série de perturbações que ocasionavam cortes frequentes e restrições em alguns casos, além da própria qualidade.

Nível de acesso a energia atinge 18% em Sofala

Quanto ao nível de acesso a energia eléctrica da rede nacional em Sofala, o Director Regional Centro e da Área de Distribuição da Beira da EDM, Neves Xavier, revelou que a cifra atinge 18 por cento de toda população da província, estimada em 1.7 milhão de habitantes.

Até Dezembro do ano passado a EDM contava com 74.068 clientes em Sofala, um incremento na ordem de 13.232 clientes em relação ao registo de até Dezembro de 2009 quando o número de clientes totalizava 60.836.

Importa salientar, entretanto, que além dos 18 por cento da população da província que beneficia de energia eléctrica da rede nacional, nas zonas rurais, particularmente, existe uma outra percentagem considerável de habitantes que também beneficia de energia eléctrica mas produzida através de geradores.

Trata-se da população que reside nas vilas, postos administrativos e localidades da província onde de momento a rede nacional de energia eléctrica não cobre, mas o Governo adiantou disponibilizando grupos de geradores de alta potência.

Iluminação Pública cobre mais bairros

A iluminação pública que figura uma das responsabilidades sociais da EDM também está a merecer a devida atenção da empresa, tendo para o efeito sido contratada uma firma especialmente para velar por essa área, na Cidade da Beira.

De acordo com Neves Xavier, ao nível da Cidade da Beira hoje já é mais fácil enumerar ruas não iluminadas do que iluminadas. “Hoje já falamos de ruas não iluminadas do que iluminadas” – enfatizou, para ilustrar melhorias substanciais verificadas no domínio da iluminação pública na Beira.

Xavier disse que com o envolvimento do novo parceiro da EDM foi possível expandir a rede de iluminação pública para mais áreas da cidade onde nunca existiu.

“É verdade que não completamos toda cidade, mas muito foi feito” – afirmou o Director Regional Centro e da Área de Distribuição da Beira da EDM.

A fonte indicou que só no ano passado foram reparados trezentos pontos de luz que estavam apagados, alguns dos quais haviam sido vandalizados por marginais.

Nas zonas de expansão foram montados setecentos candeeiros. Esse trabalho de melhoramento e expansão da rede de iluminação pública, segundo Xavier, vai prosseguir este ano na Beira e noutros pontos da Província.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!