Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Maputo: supostos burladores a contas com a polícia

Cinco indivíduos estão detidos nas celas da 5ª Esquadra da Polícia da República de Moçambique (PRM), na província de Maputo, por terem burlado várias pessoas aflitas em aceder à terra para habitação.

 

 

Os detidos predispuseram-se a encontrar espaços livres para a construção de casas, garantindo respeitar as normas do Direito de Uso e Aproveitamento de Terra (DUAT), tendo em conta que no país a terra é propriedade do Estado e não se vende.

Um dos terrenos localizados no bairro de Tchumene foi vendido por um dos buriladores a três pessoas, facto que veio a despoletar o caso.

Um dos burlões, chamado F. Tembe, é citado pelo “Noticias” deste Sábado, a confirmar que vendeu o terreno, mas diz que o espaço em causa é seu e lhe foi atribuído há muito tempo.

“O espaço que eu vendi é minha machamba e não é espaço do município”, disse ele, acrescentado que “depois de ter feito o negócio, uma das pessoas não gostou do espaço e pediu para devolver o dinheiro e neste momento estou a devolver”.

Ainda na província de Maputo, indivíduos desconhecidos e em número não especificado roubaram na manhã da última Sexta-feira dez computadores nas instalações do Balcão de Atendimento Único (BAÚ), no município da Matola.

Para lograrem os seus intentos, os larápios arrombaram as instalações e introduziram-se no seu interior, de onde subtraíram aquele material informático. Devido ao roubo, as instalações ficaram todo o dia encerradas.

A Polícia diz estar a trabalhar com vista a neutralizar os indivíduos que roubaram os computadores naquele estabelecimento.

“Diligências estão em curso com vista a neutralizar os malfeitores”, disse uma fonte da Policia, acrescentando que “ainda não temos pistas mas estamos a trabalhar arduamente para levarmos os assaltantes à barra do tribunal para responderem pelos seus actos”.

A Polícia diz estar também a trabalhar no sentido de esclarecer o caso de burla e venda de terrenos.

No rol das ocorrências criminais da passada Sexta – feira, um indivíduo, cuja identidade não foi ainda apurada, foi detido na baixa da cidade do Maputo, após conseguir desligar, roubar e sair da dependência do ‘Millennium Bim’ com um monitor de computador, cerca das 12 horas, altura em que aquela instituição financeira estava em pleno funcionamento.

O insólito deu-se na dependência situada na Rua Timor-Leste, nas imediações da Fortaleza do Maputo e o ladrão só foi neutralizado na zona do Café Continental, na Avenida 25 de Setembro.

Dados colhidos no local indicam que aquele foi mais um roubo, uma vez que, há dias, o mesmo indivíduo teria retirado monitores na dependência da Praça dos Trabalhadores e na sede do banco, na avenida 25 de Setembro, baixa da cidade.

O sector de segurança do banco estava há algumas semanas no encalço do estranho gatuno, que consta já ter também retirado monitores nas dependências da Sommerschield e Maxaquene, em plena hora de expediente.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!