Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Manuel de Oliveira e documentário sobre Berlusconi marcam o dia em Cannes

O centenário diretor português Manoel de Oliveira abrindo a mostra Um Certo Olhar; um documentário italiano que ataca Silvio Berlusconi; a apresentação do longa brasileiro “O Beijo da Mulher Aranha”, de Hector Babenco, na mostra de clássicos; e a abertura da Quinzena dos Realizadores marcaram o Festival de Cannes esta quinta-feira.

Em “O Estranho Caso de Angélica”, Oliveira filma Regua, cidade localizada perto de sua Porto natal. Inspirada em um caso familiar, o filme mostra um fotógrafo que recebe a encomenda de fazer o último retrato de Angélica, uma jovem morta pouco antes de se casar, possuidora de rara beleza. Aos 101 anos e com praticamente 80 de carreira initerrupta, o cineasta português cria uma nova e estimulante proposta de cinema que mescla gêneros com naturalidade, do documentário ao cinema fantástico.

As imagens de Oliveira são contempladas como um quadro em uma exposição, começando por Angélica, uma “maja vestida” de Goya interpretada por Pilar López de Ayala, a contribuição espanhola para esse projeto do mestre, que também conta com a produção francesa e brasileira. Nesse estranho caso, Oliveira filosofa sobre raios cósmicos, matéria e antimatéria, faz da morte o elo condutor do relato, com um final que pode soar como uma despedida, não fosse o fato de a maioria de seus últimos filmes terem soado assim.

Longe dessa proposta onírica cheia de melancolia, “Draquila: la Italia Che Trema” (Dráquila – a Itália treme), o novo documentário de Sabina Guzzanti, ataca o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi. Baseando-se em depoimentos e meses de investigação, a realizadora de “Viva Zapatero” acusa desta vez Berlusconi de usar em benefício próprio e e de seus amigos a reconstrução de L’Aquila depois do terremoto que em 6 de abril de 2009 arrasou a cidade, deixando um balanço de 308 mortos e 80.000 afetados.

O documentário, recebido com aplausos em sua primeira exibição especial na sessão oficial, provocou uma reação indignada do governo italiano. Outro documentário inaugurava nesta quinta-feira a Quinzena de Realizadores, “Benda Bilili!”, título que retoma o nome de um grupo de músicos descoberto pelos cineastas franceses Renaud Barret e Florent nas ruas de Kinshasa, capital do Congo.

A sessão Cannes Classic, que promove a exibição de cópias restauradas de grandes clássicos do cinema, escolheu o brasileiro “O Beijo da Mulher Aranha”. Hector Babenco, Sonia Braga e o produtor David Weisman voltaram a Cannes 25 anos depois de causar impacto no festival com o encontro entre William Hurt e Raul Julia. Os dois filmes da competição ficaram em segundo plano nesta quinta-feira, apesar da solidez de ambas as propostas.

O ator francês Mathieu Amalric frequentou os caminhos do cinema francês de arte antes de protagonizar “O Escafandro e a Borboleta”, de Julian Schnabel, e ser o vilão em James Bond (Quantum of Solace). Em “Tournée”, sua estreia como diretor, Amalric opta por um relato ao estilo de John Cassavettes, centrado em um grupo de artistas de strip-tease americanas que faz uma turnê por bares franceses nas mãos de um promotor maníaco, vivido pelo próprio Amalric. Com esse filme melancólico, Amalric questiona seu protagonista masculino diante de sua condição de pai, homem e profissional.

Outro filme que recorre ao perfil de homem em plena reconstrução profissional e familiar é o chinês “Chongqing Blues”, de Wang Xiaoshuai, segundo filme da competição desta quinta-feira e um dos diversos filmes asiáticos selecionados este ano.

A obra trata de um capitão da marinha mercante que volta depois de passar meio ano no mar e descobre que a polícia matou seu filho de 25 anos. Suas indagações para descobrir o que aconteceu, reveladas a conta-gotas, permite a ele saber mais sobre seu filho. E o espectador pode descobrir Chongqing, uma cidade impressionante.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!