Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Manifestantes bloqueiam produção de maior campo petrolífero na Líbia

Vários manifestantes bloquearam, domingo (27), a produção do campo petrolífero de al-Charara, um dos maiores do sudoeste da Líbia, noticiou, esta segunda-feira,  a imprensa local, citando o porta-voz da companhia petrolífera, Mohamed al-Harari.

O campo petrolífero de al-Charara, gerido pela empresa Ribson, sob o nome de Ecacos, suspendeu completamente a sua produção de crude, pois as populações das províncias de Obari, de al-Awinat e de Morzoq realizam uma manifestação no interior do campo.

Estas populações protestam contra a falta de satisfação das suas exigências «legais e de desenvolvimento» e contra a “marginalização” de que elas seriam vítimas por parte do Governo.

O campo de al-Charara é um dos maiores do país e envia a sua produção através dum oleoduto de 700 quilómetros de comprimento para as reservas da cidade costeira de al-Zawiya, situada a 40 quilómetros a oeste de Tripoli. A sua produção estima-se em 300 mil barris por dia.

Vários terminais de exportação e campos petrolíferos da localidade oriental da Líbia estão suspensos e sob o controlo dos grupos armados, reduzindo a produção petrolífera da Líbia para 150 mil barris por dia apesar de ela registar um aumento nestes últimos dias para atingir 600 mil barris por dia.

A capacidade de produção da Líbia, segundo a quota fixada pela Organização dos Países Produtores e Exportadores de Petróleo (OPEP), é de um milhão 400 mil barris por dia.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!