Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Manica: companhia de Vanduzi ameaça fechar

A Companhia do Vandúzi, na província central de Manica, ameaça encerrar a farma de Catandica, no distrito de Báruè, se até Junho próximo não for concluída a construção da linha de abastecimento de energia eléctrica aquela zona.

A concretizar-se, o encerramento da companhia iria remeter mais de 700 trabalhadores ao desemprego. Esta posição foi apresentada pelo director-geral da companhia, Chris Serfontein, ao governador de Manica, Maurício Vieira, no decurso da visita que este efectuou àquele empreendimento, no âmbito do acompanhamento do grau de execução do programa do Governo.

Chris Serfontein disse que a demora na instalação da chamada “linha eléctrica dos farmeiros”, que vai abastecer os campos agrícolas de Catandica, está a resultar em custos operacionais elevados para a empresa, que se obriga a recorrer aos combustíveis líquidos para accionar os equipamentos de irrigação.

Em média, segundo explicou, a empresa gasta 100 mil litros de diesel em cinco semanas, o equivalente a 2,5 milhões de Meticais, montante que considera insustentável. Os altos custos operacionais resultam da necessidade de se por em funcionamento o equipamento de irrigação que actualmente funciona com base num gerador a diesel.

Outra das razões apontadas como estando na origem do eminente encerramento da farma de Catandica é a crise financeira mundial, que, segundo Chris Serfontein, levou à redução dos índices de produção da empresa em cerca de 33 por cento.

Maurício Vieira pediu calma aos gestores e proprietários da companhia, afirmando que o Governo, em coordenação com a Electricidade de Moçambique (EDM), está a estudar formas de acelerar a construção da referida linha, tendo adiantado que o empreiteiro da obra já foi seleccionado. A este respeito, o director da EDM, Área Operacional de Chimoio, disse, citado pelo jornal “Noticias”, que a construção da linha deverá ser concluída até Dezembro deste ano.

A Companhia do Vandúzi produz anualmente 1700 mil quilogramas de produtos agrícolas diversos, nomeadamente milho, piri-piri, feijão-verde, abóbora-miúda, ervilha e melancia, que são exportados para Ásia e Europa.

A empresa emprega pouco mais de 1850 trabalhadores e as suas exportações anuais chegam a atingir os 171 milhões de Meticais.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!