Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Malawi abre inquérito sobre a morte do Presidente

A nova Presidente do Malawi, Joyce Banda, anunciou a criação duma comissão para investigar sobre as circunstâncias que causaram a morte brutal do seu predecessor, Bingu wa Mutharika, soube a PANA de fonte oficial.

«Decidi nomear uma comissão de inquérito sobre a morte do nosso ex-Presidente, o finado professor Bingu wa Mutharika », declarou a Presidente malawiana diante do Parlamento na capital, Lilongwe, esta Sexta-feira, durante o seu primeiro discurso sobre o estado da nação.

“A comissão deverá investigar sobre a data e a causa da morte, os tratamentos médicos prestados ao nosso finado Presidente no momento da sua morte e o papel e as actividades de diversos indivíduos durante e na gestão da transição”, precisou.

Mutharika, de 78 anos de idade, morreu repentinamente a 3 de Abril último, na sequência duma crise cardíaca. Ele foi evacuado para o Hospital Central de Mamuzu, na capital, depois de cair no seu escritório durante uma reunião com a deputada de Lilongwe, Agnes Penemulungu.

Os cardiologistas não conseguiram reanimá-lo depois de três tentativas e, segundo informações seguras, a sua transferência do escritório para o hospital foi caótica e ninguém advertiu o hospital público de que uma personalidade de alto nível iria chegar.

Além disso, o hospital carecia de medicamentos requeridos para ajudar nos esforços de reanimação, segundo fontes hospitalares.

«Informarei a nação sobre os resultados deste inquérito e conforme as suas conclusões medidas apropriadas serão tomadas», declarou.

Apesar da propagação da notícia sobre a morte do Presidente, o Governo decidira temporizar anunciando que Mutharika estava simplesmente doente e tinha sido evacuado para um hospital militar na África do Sul «para tratamento mais aprofundado».

Entretanto, reuniões nocturnas do bureau político do Partido Democrático Progressista (DPP), então partido no poder, realizavam-se na tentativa de instalar o irmão do finado Presidente, o professor Peter Mutharika, como Presidente interino apesar de a Constituição estipular claramente que em caso de incapacidade ou de morte do Presidente o Vice-Presidente deve substituí-lo automaticamente.

Durante uma conferência de imprensa dada à meia-noite por seis ministros, denominada «Midnight Six», sob a direcção do ministro da Informação da época, Patricia Kaliati, foi anunciado que «a Vice Presidente Joyce Banda não pode suceder ao Presidente porque ela já não é membro do partido no poder».

Banda foi excluída do DPP depois de recusar apoiar a candidatura do irmão mais jovem de Mutharika à sucessão do Presidente depois da sua partida prevista para 2014.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!