Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais um tanzaniano morre em garimpo em Cabo Delgado

Um indivíduo de nacionalidade tanzaniana, cuja identidade não foi revelada pela Polícia da República de Moçambique (PRM), morreu em resultado de ter sido soterrado por uma camada de terra durante a mineração furtiva na mina de Namanhumbir, no distrito de Montepuez, província de Cabo Delgado.

A vítima, de 23 anos de idade, encontrava-se com os colegas em número não especificado, de acordo com Inácio Dina, porta-voz do Comando-Geral da PRM, que lamentou a ocorrência, acrescentando que tragédias como a que nos referimos têm sido frequentes nos locais de extracção ilegal de metais e/ou pedras preciosas.

“O nosso apelo é de que os garimpeiros devem ter licença” para o exercício desta actividade de exploração de minérios, disse Inácio Dina.

Esta é a segunda morte de um cidadão tanzaniano em processo de mineração furtiva em Namanhumbir, num espaço de dois meses. O primeiro caso deu-se em Abril último na zona de Leopardo, uma das áreas onde os garimpeiros se fazem com frequência à busca de minérios através dos quais pretendem ter uma vida supostamente faustosa.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!