Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais de 850 observadores nacionais fiscalizam campanha eleitoral

O Observatório Eleitoral (OE) de Moçambique tem cerca de 850 observadores de longo-prazo espalhados por todo o país a fiscalizarem a campanha eleitoral em curso desde o passado dia 13 de Setembro no país, rumo as eleições de 28 de Outubro próximo. 

Estas informações foram reveladas em exclusivo a AIM pelo porta-voz do OE, Sheik Abdul Carimo, que avançou a contratação de mais 500 observadores de curto-prazo para acompanharem o processo de votação, no dia 28 de Outubro. Para o efeito, o OE deverá lançar um concurso público, dentro dos próximos dias, concretamente três semanas antes do dia do sufragio. “Nós contamos no terreno com cerca de 850 observadores em todo o país, que são acompanhados de 47 coordenadores provinciais, que estão a acompanhar a campanha eleitoral.

Para o dia da votação, nós vamos contratar mais 500 observadores, para perfazerem cerca de 1.350 observadores para fazerem a cobertura de todo o país e fazerem a recolha e apuramento das editais em locais previamente indicados por nós”, explicou. Abdul Carimo disse a AIM que os 850 observadores que se encontram no terreno são os mesmos que trabalharam na monitoria das quartas eleições autárquicas, realizadas em Novembro de 2008. “Eles foram sujeitos a formação para acompanharem a campanha eleitoral este ano. O OE apostou nos mesmos observadores pela sua experiência”, referiu.

Enquanto decorre a observação da campanha eleitoral, o OE está a identificar zonas que servirão de amostras para o apuramento paralelo, uma vez que o mesmo não é feito em todas as Assembleias de Voto devido a falta de capacidade. “Estas amostras serão seleccionadas com base em requisitos técnicos. As amostras vão revelar a orientação do voto e percentagem que cada candidato terá conseguido nas eleições”, frisou, acrescentando que “temos que preparar todo este processo com muito cuidado”.

O OE e’ uma entidade nãogovernamental que congrega sete organizações moçambicanas, nomeadamente a AMODE, Conselho Cristão de Moçambique (CCM), Igreja Católica, Conselho Islâmico de Moçambique, Liga dos Direitos Humanos (LDH), Instituto de Educação Cívica de Moçambique (FECIV) e Organização de Resolução de Conflitos (OREC). Esta entidade tem vindo a fazer a observação e contagem paralela desde as eleições de 2004.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!