Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
Publicidade

Mais de 79 mil pessoas já usam latrinas em Cuamba

Na cidade de Cuamba, a segunda maior da província do Niassa, o projecto de saneamento do meio ambiente no seio dos moradores, que está a ser executado pelas autoridades camarárias locais e outros parceiros, já construiu um total 10.180 latrinas.

Cuja maioria está, neste momento, a beneficiar 79.252 pessoas, que vivem, principalmente, nos bairros considerados propensos à eclosão de doenças, como a cólera e diarreias.

O vereador da área de água, saneamento, salubridade e electricidade naquela cidade, Jaime Dário, que facultou esta informação à nossa Reportagem, destacou o facto de o processo de construção de latrinas, que vai continuar sempre que existirem condições financeiras, estar a acontecer em simultâneo com promoção de actividades de sensibilização dos residentes sobre a necessidade e importância do seu uso.

O nosso trabalho está a dar bons resultados em termos de saneamento do meio, principalmente nos bairros periféricos. Pois que, ao contrário dos anos anteriores em que tínhamos sempre cólera na nossa cidade, este ano ainda não registamos nenhum caso, fruto das actividades de saneamento que estamos a implementar, disse.

Num outro desenvolvimento, a nossa fonte referiu igualmente o facto de os residentes das áreas consideradas de risco, relativamente à eclosão de epidemias, devido à sua situação de saneamento, estarem já a assimilar as mensagens de sensibilização, fruto também do envolvimento dos líderes comunitários.

Um outro aspecto que o mencionado vereador, destacou é de a cidade não estar a registar actos de desinformação relacionados com a eclosão da cólera, como tem-se registado noutras regiões do país. Esse facto, segundo ele, permite que se faça tratamento á água para consumo, tirada dos poços, particularmente nos bairros.

Aliás, as actividades de sensibilizaçao também incidem sobre a necessidade de as pessoas observarem medidas de higiene individual e colectiva.

Apesar de dispormos de poucos meios no município, temos feito grandes esforços no sentido de também manter limpas todas as zonas da cidade, recolhendo a tempo e horas o lixo que é acumulado em vários locais previamente definidos, para além da eliminação de charcos, frisou.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!