Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais de 300 pessoas afectadas pelas chuvas e ventos

Pelo menos 332 pessoas foram afectadas pelas fortes chuvas e ventos que se registam em Moçambique desde o início da presente época chuvosa, um número que representa a 0,27 por cento das 123 mil pessoas previstas no Plano de Contingência 2009/ 2010.

Esta informação foi avançada na terça-teirça, em Maputo, pelo Porta-voz do governo, Luís Covane, durante o habitual briefing à imprensa, no término da sessão do Conselho de Ministros. Segundo Covane, que é igualmente Vice-Ministro da Educação e Cultura, na sessão desta Terça-feira, o Governo analisou o comportamento das bacias hidrográficas e o ponto de situação da presente época chuvosa, durante o período compreendido entre 1 e 27 de Novembro do corrente ano. Nesta análise, foi constatado que, de uma forma geral, os níveis hidrográficos das bacias regularmente monitoras continuam abaixo do nível de alerta.

Aliás, ambos o Rio Maputo, que a 22 de Novembro atingiu o seu nível de alerta devido as chuvas registadas em território nacional e na Suazilândia, e o rio Incomáti, que na região de Magude também atingiu o nível de alerta a 24 de Novembro em consequência das chuvas na região e na Africa do Sul, já estão gradualmente a voltar a normalidade. O governo realizou, a 26 de Novembro passado, simulações regionais sobre a ocorrência de uma situação de calamidade, evento que foi realizado sob auspícios do Instituto de Nacional de Gestão de Calamidades (INGC). Neste exercício, segundo Covane, participaram os observadores nacionais e internacionais, destacando-se representantes dos países da Comunidade

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!