Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais cubanos têm intranet local e celulares

O número de cubanos ligados à intranet controlada pelo Estado saltou mais de 40 por cento em 2011, em comparação com o ano anterior, e o uso de telefone celular subiu 30 por cento, informou o governo.

A população de Cuba, no entanto, permanece excluída do acesso ilimitado à Internet. O governo cubano monopoliza as comunicações e controla a economia.

Não há banda larga de Internet e os relativamente poucos usuários da Internet sofrem com longas esperas para abrir um email ou ver uma foto ou um vídeo, o que também prejudica o governo e as operações empresariais.

O Gabinete Nacional de Estatísticas informou que o número de “usuários de Internet chegou a 2,6 milhões no ano passado, em comparação com 1,8 milhão em 2010”, embora quase todos provavelmente entravam na intranet local nos clubes de informática, escolas e escritórios do governo.

Cuba regista o uso de intranet como uso de Internet, embora o acesso à rede mundial sem a permissão do governo seja proibido.

O número de usuários de telefones celulares aumentou de 1 milhão em 2010 para 1,3 milhão em 2011, informou o governo. Os cubanos não têm acesso à Internet nos seus celulares. Cuba tem 11,2 milhões de habitantes.

O uso do celular cresce a passos largos desde 2008, quando o governo passou a permitir que os cubanos comprassem esses telefones. No primeiro ano, havia 330 mil usuários.

Os celulares estão disponíveis apenas em uma moeda local atrelada ao dólar e o envio até mesmo de uma mensagem no Twitter de um celular pode custar mais do que o salário médio diário de muitos cubanos.

Havia 783 mil computadores pessoais no país, ou 70 em cada mil moradores, embora cerca de 50 por cento desses estivessem nas mãos do Estado, de acordo com o relatório disponível no site www.one.cu/ticencifras2011.htm.

Durante um tour recente por Cuba feito por um repórter da Reuters nenhum usuário de Internet foi encontrado.

Algumas pessoas, no entanto, disseram que às vezes acessam a rede usando senhas do mercado negro ou hotéis.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!