Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais acidentes de viação voltam a matar em Gaza na Beira

Uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas em consequência de um sinistro rodoviário ocorrido na manhã de terça-feira (12), no distrito de Manjacaze, na província de Gaza, por sinal no mesmo ponto onde na noite de 25 de Junho último nove cidadãos pereceram e dezenas ficaram feridas devido ao mesmo problema, que resultou da condução em estado de embriaguez e da inobservância de demais regras de trânsito.

A recente desgraça aconteceu na zona de Mangonde, no posto administrativo de Macuácua, atravessado pela Estrada Nacional número um (EN1). Esta via, que liga o sul às regiões centro e norte de Moçambique, é uma das que registam maior número de óbitos e feridos por conta da sinistralidade rodoviária, segundo Inácio Dina, porta-voz do Comando-Geral da PRM, que falava à imprensa no habitual briefing semanal.

Abdul Malique, porta-voz da República de Moçambique (PRM) em Gaza, disse ao @Verdade que das vítimas constam dois moçambicanos e um cidadão de nacionalidade chinesa.

De acordo com o agente da Lei e Ordem, o carro envolvido no acidente transportava trabalhadores afectos a uma empresa chinesa, a qual está a abrir furos de água em Manjacaze. A viatura despistou e capotou, tendo algumas vítimas sido socorridas para o hospital rural local, mas, infelizmente uma delas morreu.

Outras duas pessoas morreram e 20 contraíram escoriações graves e ligeiros, também na terça-feira (12), na cidade da Beira, província de Sofala, em consequência de uma colisão entre um transporte semi-colectivo de passageiros, com capacidade de 15 lugares, e uma camioneta.

A tragédia deu-se na EN6, que segundo a Polícia é outra no país onde o derramamento de sangue e mortes têm sido frequentes. O transporte levava mais pessoas do que a sua capacidade normal, que é de 15 passageiros, incluindo o motorista.

Uma das vítimas mortais é o condutor do “chapa”, que fazia o trajecto baixa da cidade da Beira/Dondo, e embateu frontalmente com um camião que seguia o sentido contrário.

A Polícia local disse à nossa Reportagem que o automobilista do camião teria protagonizado manobras irregulares e cortou prioridade ao “chapa”, que foi arrastado por alguns metros até onde não foi mais possível estar em movimento. Vários passageiros ficaram com os membros inferiores fracturados, para além de escoriações no corpo e na cabeça.

Ainda não se sabe ao certo o que é que esteve na origem do acidente, mas a Polícia suspeita tratar-se de erro humano por parte do condutor do camião.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!