Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais 22 pessoas morrem em acidentes de viação causados por excesso de velocidade nas estradas moçambicanas

Vinte e duas pessoas morreram e outras 90 ficaram feridas, 26 das quais com gravidade, em consequência de 25 acidentes de viação ocorridos na semana finda, em diferentes estradas de Moçambique, quase todos resultantes da falta de moderação da velocidade.

As vítimas juntam-se a outros 724 óbitos registados até o primeiro semestre do ano em curso.

Na semana em análise, que compreende o período de 06 a 12 de Agosto corrente, os atropelamentos, em número de 11, voltaram igualmente a destacar-se pela negativa. Inácio Dina, porta-voz do Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), disse à imprensa que, dos 25 sinistros rodoviários, 24 foram causados por excesso de velocidade e o outro por corte de prioridade.

Estudos mostram que o excesso de velocidade, aliado à negligência no uso de cinto de segurança, é um dos factores que mais causa acidentes letais nas estradas. Para agravar a situação, as campanhas de consciencialização com vista a uma condução prudente e observância escrupulosa dos sinais de trânsito parecem estar longe de surtir os efeitos desejados.

Aparentemente agastado com tal situação, Inácio Dina, que falava esta semana, no habitual briefing à comunicação social, ressaltou que o excesso de velocidade não é necessariamente quando o automobilista extrapola os limites impostos numa certa via pública, mas, sim, quando, perante um determinado obstáculo ou problema, não se consegue fazer parar o veículo no espaço livre e visível à sua frente.

Na tentativa de conter a vaga do derramamento de sangue e luto nas estradas do país, a Polícia de Trânsito (PT) fiscalizou 42.660 viaturas. Destas, 5.088 foram multadas por diversas irregularidades, 31 confiscadas e 11 indivíduos presos por condução ilegal, entras apreensões.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!