Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Magude mata hipopótamos e elefantes para “salvar” época agrícola

Para “salvar” a época agrícola 2011/2012, a população de Magude, na província de Maputo, está empenhada numa intensa campanha de abate de animais selvagens fugidos do Kruger National Park, na África do Sul, que destroem culturas agrícolas naquela região do Sul de Moçambique.

Nos primeiros quatro meses de 2012, por exemplo, pelo menos três hipopótamos e um elefante foram abatidos pelas comunidades locais, disse ao Correio da manhã Cristina de Jesus, administradora de Magude.

Na campanha agrícola 2010/2011, aquela região produziu cerca de 18 mil toneladas de cereais diversos, mas para a presente época a produção poderá reduzir “significativamente devido a incursões de hipopótamos e elefantes na região”, acrescentou aquela dirigente local.

Para além daquele tipo de animais, a administradora de Magude apontou as fortes chuvas que se registaram em Janeiro e Fevereiro de 2012 como outros dos factores que poderão concorrer para a iminente fraca produção agrícola na presente época de 2011/2012.

Contudo, Cristina de Jesus salientou que, até ao momento, “não há indicações de ocorrência de bolsas de fome naquela região” devido ao excedente de produção agrícola motivado pelo “bom desempenho da campanha anterior”.

De referir que Magude tem uma população de cerca 54.252 habitantes e é considerada como uma das regiões com elevado potencial agropecuário da zona Sul de Moçambique.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!