Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mãe detida por dar à luz e atirar o filho à latrina em Gondola

Uma adolescente de 17 anos de idade deu à luz e atirou o filho à latrina de um vizinho, no posto administrativo de Cafumpe, no distrito de Gondola, província de Manica, onde se encontra detida, acusada de infanticídio.

A indiciada, identificada pelo nome de Cândida Fernando, realizou o trabalho de parto sozinha, em casa, a 28 de Dezembro último e, de seguida, arremessou o bebé a uma latrina.

Por via disso, ela não escapou das autoridade e está a ver o sol aos quadradinhos nas celas do Comando Distrital da Polícia da República de Moçambique (PRM) de Gondola.

A vítima nasceu com 3.5 quilogramas e é o segundo filho de Cândida. Esta alegou que não se lembra de ter ficado grávida nem de ter tido um filho que foi parar numa latrina, pois de há tempo a esta parte é apoquentado por maus espíritos.

De acordo com ela, os pretensos maus espíritos impeliam-na, por vezes, a dirigir-se ao cemitério, onde devia permanecer noites a fio em estado de sono profundo.

A miúda disse ainda que o pai dela – avô de criança – tem conhecimento da situação porque sempre o mantinha a par das suas crises.

Num outro desenvolvimento, a adolescente contou que mantém uma relação amorosa com três homens e a sua intenção de responsabilizar um deles pela gravidez ruiu, pois todos recusaram.

O recém-nascido foi submetido a cuidados médicos no Hospital Distrital de Gondola (HDG), tendo este assegurado que ele goza de boa saúde.

Enquanto a mãe se encontra privada de liberdade, o bebé estará sob os cuidados da Acção Social, segundo a Polícia as autoridades hospitalares.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!