Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Lula da Silva defende maior investimento na educação

O Presidente cessante brasileiro, Luís Inácio Lula da Silva, disse, terça-feira, em Maputo, que qualquer Estado que pretender dar igualdade de oportunidades aos seus cidadãos deve investir na Educação.

Falando durante a aula inaugural do Instituto Nacional de Ensino a Distancia (INED), Lula da Silva afirmou ser papel do Estado garantir que todos os cidadãos, independentemente da sua posição social, tenham acesso a educação por ser um instrumento que garante, por exemplo, a igualdade de oportunidades no emprego.

“Nenhuma área é capaz de transformar um país quanto a educação”, declarou Lula, falando naquela ocasião televisionada para Beira, no Centro, e Lichinga, Norte de Moçambique, respectivamente.

Lula da Silva iniciou, terça-feira, uma visita oficial de dois dias a Moçambique, a terceira que efectua ao país durante os dois mandatos em que esteve a frente dos destinos daquele pais da América do Sul.

Falando especificamente do ensino a distancia, Lula disse que esta é uma das formas de levar o ensino superior a locais onde não estão implantadas as universidades tradicionais.

“Este é um ensino que agora esta a disposição dos moçambicanos”, afirmou Lula, acrescentando que o desenvolvimento humano não se mede apenas pela ‘pujança’ do crescimento económico mas, fundamentalmente, pelos níveis de acesso a educação e saúde. O objectivo do INED é ter, ate 2012, cerca de 7.920 alunos a frequentarem o ensino a distância.

Neste momento este instituto, fruto da cooperação entre a Universidade Aberta do Brasil, Ministério moçambicano da Educação (MINED), Universidade Pedagógica (UP) e a Universidade Eduardo Mondlane (UEM), ministra cursos de matemática, biologia e pedagogia, para alem de um na área da Administração Publica.

As cidades de Maputo, Beira e Lichinga são as que comportam, nesta primeira fase, os centros de ensino a distância do INED, mas o plano ‘e alargar estes centros para sete outros pontos, ate 2012.

Por outro lado, Lula traçou um quadro positivo da sua presidência quanto a área da Educação, afirmando que em 100 anos o Brasil construiu 140 escolas técnicas, numero que foi de longe superado em oito anos da sua governação.

Com efeito, segundo Lula da Silva, o Brasil construiu 214 escolas técnicas e 14 universidades novas, entre outros estabelecimentos de ensino, durante os dois mandatos da sua presidência.

A Universidade Aberta do Brasil, com larga experiência no ensino a distancia e que coopera com o INED, tem cerca de 600 pólos de ensino a distancia em todos os 27 estados que perfazem o Brasil. Lula anunciou, na ocasião, um ambicioso projecto de lançamento, ainda este ano, de uma universidade afrobrasileira.

“Esta universidade será frequentada metade por brasileiros e outra metade por africanos”, explicou Lula da Silva. Ainda terça-feira, o Presidente cessante do Brasil vai manter conversações com o seu homólogo moçambicano, Armando Guebuza, depois das quais serão assinados acordos em áreas cujo programa de visita, em poder da AIM, não especifica.

O estadista visitante será ainda obsequiado com um jantar oficial. Quarta-feira, Lula vai visitar as futuras instalações da fábrica de anti-retrovirais, antes de partir de regresso ao seu país.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!