Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

38 emigrantes clandestinos africanos morrem afogados no Golfo de Aden

Pelo menos 38 emigrantes clandestinos africanos morreram afogados ao tentar atravessar o Golfo de Aden para se deslocar ao Iémen, ao passo que 62 outros foram salvos pela Marinha norte-americana, anunciou a Organização Internacional das Migrações (OIM) num comunicado divulgado terça-feira, na capital queniana, Nairobi.

“Os emigrantes estavam a caminho do Iémen, há mais de um mês, quando o seu barco teve problemas mecânicos, obrigando-os à deriva durante oito dias”, precisa a OIM. Alguns migrantes teriam saltado do barco para pôr termo aos seus sofrimentos depois de vários dias passados sem beber nem comer, acrescenta a mesma fonte.

Um barco da Marinha norte-americana que efetuava uma patrulha de rotina no Golfo de Aden veio socorrer-lhes, mas a operação virou tragédia quando os migrantes se precipitaram contra o barco para receber alimentos, fazendo virar a embarcação. O barco da Marina norte-americana assistiu os migrantes até à sua transferência para o Quénia, país que aceitou acolhê-los.

Entre os sobreviventes figuram 12 jovens mulheres e duas crianças menores desacompanhadas. Eles foram entregues ao Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!