Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambola 2014: Locomotivas do Chiveve acabam com a invencibilidade dos Muçulmanos

Acabou neste domingo(31) a invencibilidade da Liga Muçulmana. Um golo de Sankhanie sentenciou a primeira derrota do campeão nacional diante do Ferroviário da Beira. Mas o destaque da 19ª jornada do Moçambola vai para Isac que com um “pocker” garantiu a goleada do Maxaquene sobre o representante da província da Zambézia.

No relvado dos muçulmanos na Matola C, o Ferroviário da Beira foi a equipa que entrou melhor no jogo, diante dos anfitriões que mantém a tradição de não brilhar na primeira etapa. Nos primeiros instantes a equipa da dupla Lucas Barrarijo e Vítor Matine tomou as rédeas do jogo. Carlitos e Paito ganhavam todas as bolas no duelo com Momed Hagi e Liberty que estavam a leste do jogo.

O Ferroviário da Beira foi a primeira equipa a visitar a baliza contrária, decorria o minuto 3, quando Maninho descai pela esquerda e cruzou para a marca de grande penalidade onde estava Mário que no meio de dois defesas muçulmanos cabeceou e a bola passou ao lado da baliza de Milagre.

A equipa de Sérgio Faife não conseguia se desfazer da estratégia dos locomotivas de Chiveve que, jogando com o vento ao seu favor subiram as suas linhas para não permitirem que os anfitriões saíssem a jogar. À passagem do minuto 7, depois de uma troca de passes na zona intermediaria, Carlitos coloca a bola nos pés de Reinildo que sobe pela esquerda e cruzou para a linha da pequena área onde estava Nelito, mas este sem marcação cabeceou e o esférico passou ao lado da baliza de Milagre.

No lance seguinte, Carlitos do meio da rua desferiu um portentoso remate que saiu à poucos centímetros da barra transversal da baliza dos muçulmanos. A primeira jogada vistosa da Liga Muçulmana deu-se à passagem do minuto 13, Telinho ganhou a bola no meio-campo galgou terreno até a linha da grande e desferiu um forte remate para uma defesa segura de Willard.

Volvidos dois minutos, Liberty com dois colegas melhores desmarcados, do meio-rua tentou aproveitar o adiantamento do guarda-redes locomotiva, mas viu a bola a passar ao lado da baliza. Na resposta dos forasteiros, Carlitos com um passe magistral descobre Reinildo perto da quina da área, mas este sem oposição rematou e a bola passou ao lado da baliza de Milagre. À entrada do minuto 20 a partida baixou de intensidade e, já estava repartido.

Aos 22 minutos, Imo com um passe teleguiado isola Zico, mas o dianteiro muçulmano não teve a pontaria para acertar com as redes, rematou e o esférico saiu ao lado do poste direito da baliza de Willard.

A partida estava repartida e assistiu-se a um duelo na zona intermediaria. Um minuto depois da meia-hora do jogo, numa falha monumental do defesa central Gildo, Maninho do meio da rua rematou para uma excelente intervenção de Milagre. Depois dai as duas equipas não criaram situações dignas de registo. Com o nulo foi-se ao intervalo.

Sankhanie acaba com a invencibilidade dos campeões

Ao contrário daquilo que aconteceu na primeira etapa, os muçulmanos foram a equipa que entrou melhor no jogo e volvidos dois minutos após o apito do árbitro, o avançado malawiano “Zico” ganha a bola na esquerda, flecte para meio e rematou forte mas demasiado por cima da baliza defendida por Willard. Na resposta dos forasteiros, Maninho perto da linha da grande área, depois de uma

combinação com Nelito rematou e bola saiu ao lado. Sérgio Faife não gostava da prestação da sua equipa, tirou Bheu e no seu lugar colocou Kito para ganhar o duelo no flanco esquerdo.

Aos 63 minutos, Reinildo subiu pela esquerda e perto da linha do fundo cruza para a marca de grande penalidade onde estava Nelito que sem marcação rematou a figura de Milagre. As duas equipas continuavam lançadas ao ataque, mas o Ferroviário da Beira era a equipa que dispunha das melhores oportunidades para visar a baliza contrária.

À passagem do minuto 81, depois de uma excelente combinação com Momed Hagi, Imo do meio da rua desferiu um forte remate obrigando Willard à uma defesa a dois tempos.

Volvidos três minutos, os locomotivas da Beira chegariam ao golo. Paíto com um passe magistral coloca a bola nos pés de Reinildo que flecte pelo flanco esquerdo e perto da linha do fundo cruza para a linha da pequena área onde estava Sankhanie que sem marcação limitou-se a encostar para o fundo das redes de Milagre.

Na resposta dos muçulmanos, aos 88 minutos, com um passe teleguiado Momed Hagi isola Telinho que rematou ao alcance de Willard. Os forasteiros geriram a vantagem até o final da partida, impondo assim a primeira derrota aos campões em título.

Com esta vitória, os locomotivas de Chiveve consolidam a terceira posição com 32 pontos, enquanto os muçulmanos viram a sua vantagem a ser reduzida de oito para cinco em relação ao segundo classificado, o Ferroviário de Nampula que nesta jornada recebeu e venceu o Costa do Sol por uma bola a zero.

Poker de Isac

Ainda neste domingo (31), o Maxaquene goleou a equipa do Ferroviário de Quelimane por 4 a 0. Os golos da formação orientada por Chiquinho Conde foram da autoria de Isac, um na etapa inicial e restantes na segunda parte.

Por seu turno, o Estrela Vermelha da Beira e o Ferroviário de Maputo não foram além de um empate sem abertura de contagem, enquanto na partida entre o HCB de Songo e Ferroviário da Beira registou-se um empate à uma bola. Resultado que coloca a equipa de Vítor Pontes na 11ª posição com 18 pontos, acima das três da zona de despromoção.

Já no sábado (29) nas duas partidas que abriram a jornada 19, o Desportivo de Maputo derrotou o seu homónimo de Nacala por 2 a 1. Os golos dos alvi-negros foram apontados por Jojó e Geraldo, enquanto o golo dos nancalenses foi marcado por Carvalho. E o Clube de Chibuto derrotou o Têxtil de Púnguè pelo mesmo resultado.

Quadro de resultados da jornada 19

Desportivo de Maputo 2 – 1 Desportivo de Nacala

Têxtil de Púnguè 1 – 2 Clube de Chibuto

Maxaquene 4 – 0 Ferroviário de Quelimane

Estrela Vermelha da Beira 0 – 0 Ferroviário de Maputo

Ferroviário de Nampula 1 – 0 Costa do Sol

HCB de Songo 1 – 1 Ferroviário de Pemba

Liga Muçulmana 0 – 1 Ferroviário da Beira

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!