Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Linha de Sena poderá atingir 12 milhões de toneladas até finais de 2012

A Linha Férrea de Sena, que liga a região carbonífera de Moatize, na província central de Tete, e o porto da Beira em Sofala, poderá atingir uma capacidade de 12 milhões de toneladas até finais do corrente ano, anunciou, Quarta-feira, em Maputo, o porta-voz do governo, Gabriel Muthisse.

Aliás, a Estratégia de Desenvolvimento dos Transportes foi um dos temas de destaque da presente sessão de Conselho de Ministros, que também aprovou o reajuste salarial para o aparelho do Estado, incluindo a Polícia da República de Moçambique (PRM), as Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM).

A sessão aprovou ainda o decreto sobre os procedimentos para a contratação, implementação e monitoria dos empreendimentos de Parcerias Público-Privadas.

Sobre a estratégia, Muthisse, que também assume o cargo de vice-ministros das pescas, disse que a mesma visa reduzir os custos de transacção através do uso racional dos quatro modais de transporte, nomeadamente hidroviário, marítimo, ferroviário, rodoviário e aéreo.

Segundo Muthisse, as condições de base para a implementação dos princípios da estratégia incluem a definição, reabilitação, melhoria e construção de estradas, linhas-férreas, portos e aeroportos.

Para o efeito, a estratégia contempla vários corredores de desenvolvimento, entre os quais se destacam os Corredores de Cuamba, Beira, Massangena, Maputo, Lichinga, Nacala, Nampula, Sena, Limpopo e Techobanine.

Citando como exemplo a Linha do Sena, Muthisse disse que a mesma possui actualmente uma capacidade para três milhões de toneladas por ano de carvão.

Enquanto isso, decorre a reabilitação o troço Beira-Dondo, na província de Sofala, para aumentar capacidade da linha para seis milhões de toneladas por ano.

“Vamos passar de três para seis milhões de toneladas, e espera-se que isso esteja concluído entre Julho e Agosto de 2012”, disse Muthisse, para de seguida acrescentar que em Maio corrente o governo deverá lançar um concurso para aumentar a sua capacidade 12 milhões de toneladas por ano.

“Espera-se que até ao fim do corrente ano a Linha do Sena estará apta para transportar 12 milhões de toneladas por ano. Portanto, a ideia e’ crescer das três milhões de toneladas actuais para cerca de 12 milhões de toneladas até ao fim do presente ano”, disse.

Na ocasião, o porta-voz também anunciou que decorre a reabilitação da Linha de Machipanda para aumentar a sua capacidade de três para seis milhões de toneladas.

Esta linha reveste-se de importância especial para Moçambique, e particularmente, o Zimbabwe, um país sem acesso ao mar.

Por isso, disse Muthisse, tendo em conta vários cenários, “o sector de transportes e comunicações está a avaliar a possibilidade de reabilitar esta via para ser capaz de transportar 25 milhões de toneladas por ano”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!