Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

«Indignados» voltaram a encher ruas de Madrid

Alguns milhares de «indignados», do movimento de protesto 15-M, marcharam, este domingo, nas ruas de Madrid, reivindicando uma mudança política e social na Espanha.

A manifestação teve início na estação de Atocha e seguiu até a praça central Puerta del Sol, palco principal das manifestações de há dois meses, com os participantes a exibirem cartazes onde se podia ler, por exemplo, «O capitalismo é o genocida mais respeitado do mundo».

No caminho, ainda tentaram passar perto do Parlamento espanhol, mas foram barrados pela polícia. Na praça emblemática Puerta del Sol, concentraram-se «indignados» que viajaram de vários pontos de Espanha, das regiões da Galiza, País Basco, Catalunha ou Valência, referiu a agência espanhola Efe.

Em comunicado, os criadores do Movimento 15-M explicaram que a manifestação de hoje, a «Marcha Popular Indignada», é uma nova proposta de mobilização «social, pacífica e não violenta» e junta-se ao «espírito construtivo, democrático e inclusivo» daquele movimento.

O movimento de protesto conhecido como 15-M surgiu após uma manifestação realizada no passado dia 15 de maio, quando milhares de pessoas se concentraram de forma pacífica para pedir uma mudança política e social face à «inoperância do modelo actual».

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!