Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Liga Zon Sagres: FC Porto empata em Alvalade

O FC Porto empatou sem golos neste sábado em Alvalade com o Sporting, em jogo da 21.ª jornada da I Liga de futebol, e pode perder a liderança para o Benfica. Os “dragões” até dominaram a partida, perante um Sporting demasiado defensivo e expectante, mas mesmo assim couberam ao avançado holandês as duas melhores oportunidades do encontro, uma delas a minutos do final e que podia ter garantido uma preciosa e moralizadora vitória à formação de Jesualdo Ferreira.

O técnico “leonino” acabou expulso, por protestos contra o árbitro, assim como o argentino Marcos Rojo, que viu o segundo amarelo e respetivo vermelho aos 78 minutos.

O FC Porto, que poderá perder a liderança do campeonato caso o Benfica vença no domingo no terreno do Beira-Mar, ocupou durante quase todo o encontro o meio-campo do rival lisboeta, mas acabou por se mostrar pouco eficiente na altura de incomodar Rui Patrício.

Como já tem sido hábito nos jogos do Sporting, o guarda-redes português somou algumas defesas de qualidade, mas nunca esteve realmente em apuros perante a ofensiva portista.

Também já era esperado, os ex-sportinguistas Izmailov e Liedson foram recebidos no Estádio de Alvalade com um valente coro de assobios, primeiro o russo, que foi titular e saiu aos 56 minutos, e depois Liedson, que rendeu Defour aos 81. O médio belga foi o escolhido por Vítor Pereira para colmatar a ausência do também ex-“leão” João Moutinho, que realmente fez falta ao meio campo do FC Porto, enquanto do lado do Sporting Rinaudo foi imperial e encheu o campo.

Com o objetivo de apresentar uma equipa mais combativa, Jesualdo Ferreira reformulou o meio-campo do Sporting, adaptando o central Eric Dier ao lugar, juntamente com Rinaudo e Adrien, e por isso mesmo os “leões” perderam criatividade e muito cedo ficaram “pregados” à zona defensiva. O FC Porto aproveitou e “montou tenda” junto à área do Sporting, somando alguns lances de perigo, mas nada que Rui Patrício e companhia não conseguissem resolver.

O primeiro remate do Sporting só aconteceu aos 43 minutos, mas bastou esse lance para os “leões” ficarem muito perto da vantagem. Mesmo denotado dificuldade na sua nova função, Dier isolou Wolfswinkel, mas o holandês acabou por permitir a defesa de Helton, num lance em que não fez jus ao título de “Iceman” (homem de gelo), nome como era conhecido no seu país natal.

Passado o intervalo, o FC Porto voltou a aparecer com mais bola mas agora com menos caudal ofensivo, enquanto o Sporting perdeu um pouco a timidez, mas sem nunca assustar Helton.

Mesmo já com James Rodriguez e Atsu em campo, a equipa de Vítor Pereira não se conseguiu soltar da teia montada por Jesualdo Ferreira e o melhor que conseguiu foi um remate do extremo ganês para intervenção de Patrício.

A expulsão de Rojo, aos 78 minutos, pouco efeito teve na partida mas obrigou o técnico do Sporting a estrear o camaronês Fokobo, de 19 anos, que foi fazer dupla de centrais com Ilori.

O lance chave da partida acabou por acontecer já perto do minuto 90, quando novamente Wolfswinkel apareceu isolado, desta vez com passe Rinaudo, acabando por se deixar desarmar por Helton, num corte que mais pareceu de um defesa central.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!