Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Liga Portuguesa: Sporting derrotado pelo Rio Ave

Depois de quatro vitórias consecutivas e uma bela exibição em Madrid, o Sporting caiu com estrondo na deslocação a Vila do Conde, onde o Rio Ave fez uma bela exibição e chegou ao intervalo a vencer por 3-0, aproveitando a ineficácia colectiva da equipa de Jorge Jesus, onde os reforços ainda estão longe de conseguir justificar a titularidade.

Não querendo entrar num ritmo muito forte, o Sporting acabou por pagar o preço frente a um adversário “atrevido e arrogante”, como prometera o técnico Nuno Capucho, e sofreu três golos em 15 minutos. No primeiro, aos 29 minutos, Roderick recuperou a bola à entrada do meio-campo e conseguiu chegar à linha, depois de superar Adrien e passar por Coates. Daí, centrou rasteiro para o coração da área, onde Tarantini, um habitual “caça-leões”, desviou com classe para a baliza – foi o seu terceiro golo ao Sporting.

Ainda mal refeitos da adversidade, os leões, que entraram nos Arcos com apenas um golo sofrido, consentiram outro aos 36 minutos, quando Gil Dias arrancou em lance individual e desmarcou Guedes que, de ângulo apertado, não falhou o remate de pé direito. E Patrício não fica isento de responsabilidades.

Sem cobertura dos colegas, sobretudo do ineficaz Joel Campbell, Bruno César era apanhado frequentemente em contra-pé e foi assim que surgiu o terceiro, a dois minutos do descanso. Guedes escapou sem oposição pela direita do seu ataque, teve tempo para olhar para a área e cruzar ao segundo poste, onde Gil Dias se limitou a encostar o pé à bola.

Desde 2013, frente ao Videoton, que os verde e brancos não perdiam por tantos ao intervalo.

Não tendo conseguido marcar nos primeiros minutos do segundo tempo, para o qual Jesus lançou Bryan Ruiz e Bas Dost, o Sporting foi esbarrando na boa organização defensiva dos da casa. O costa-riquenho ainda dispôs de uma boa ocasião em “tempo útil” (62 minutos), mas o remate saiu ao lado e o melhor que os verde e brancos conseguiram, já com Markovic em campo, foi reduzir a desvantagem através do holandês Dost, que desviou um passe de Gelson de cabeça (82 minutos).

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!