Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Liga Portuguesa: Benfica bate Arouca e fica a uma vitória do título

Um golo de Rodrigo em cima do intervalo e outro de Nico Gaitan deram neste domingo mais uma vitória ao Benfica, que pode festejar na próxima jornada do Campeonato Português de Futebol, na recepção ao Olhanense, a conquista do seu 33.º título de campeão nacional, caso vença ou o Sporting não ganhe no Restelo.

A décima vitória consecutiva surgiu com total naturalidade e controlo e atesta que, mesmo envolvido a quatro competições, o Benfica tem recursos e argumentos superiores aos rivais – assim se justifica a vantagem sobre Sporting e FC Porto, de sete e 15 pontos, respetivamente, e a regularidade única na matriz de Jorge Jesus.

No último lance de uma primeira parte que nem foi de grande brilhantismo por parte do Benfica, os erros de Cássio e Balliu permitiram a Rodrigo abrir o marcador, com o seu 11.º golo na I Liga.

No segundo tempo, o Benfica aumentou a intensidade e só não foi além do golo de Gaitán (54′, após boa jogada de Markovic) porque Cássio somou uma mão cheia de intervenções.

No caso do Arouca, o lance em que Maxi Pereira tirou uma bola sobre a linha de baliza (38′) foi o pouco perigo que se viu. Oblak, de resto, saiu após ter chocado com Roberto (também substituído), lance que deixou ambos com visíveis tonturas.

O Benfica amplia, assim, a série de 61 jogos sempre a faturar, a maior do futebol português, e Jorge Jesus poderá recorrer ao seu “onze de gala” na quarta-feira, frente ao FC Porto, jogo no qual o Benfica tentará recuperar de uma desvantagem tangencial.

Sporting quase na Champions

Na véspera, o Sporting tinha cumprido a missão de impedir a festa benfiquista já este domingo. A equipa leonina não teve uma tarefa fácil, mas bateu o Gil Vicente, por 2 a 0, graças a um golo de Islam Slimani a abrir e outro de Heldon a fechar.

Mesmo que a esperança de chegar ao título seja só matemática, o Sporting tem razões de sobra para estar feliz com o desempenho do campeonato, depois da pior época da história do clube. Os Leões estão em segundo lugar com oito pontos de vantagem sobre o ainda tricampeão FC Porto, pelo que o apuramento direto para a UEFA Champions League é quase uma certeza e pode ficar garantido já na próxima ronda.

Depois da desilusão sofrida na quinta-feira com o adeus à UEFA Europa League, o FC Porto voltou aos bons resultados, vencendo em Braga por 3 a 1. Jackson Martínez lançou Silvestre Varela para o primeiro golo da noite, mas os Arsenalistas empatariam na segunda parte, por Erik Moreno. O sucesso dos Dragões só ficaria garantido nos últimos cinco minutos do segundo tempo, quando o brasileiro Carlos Eduardo e o colombiano Juan Quintero estabeleceram o resultado final.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!