Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Líder Sindical Swazi detido pela polícia

A polícia swazi deteve na manhã desta segunda feira um sénior líder sindical, em sua casa, como forma de impedir a realização das manifestações contra o Rei Mswati III agendadas para esta semana naquele país que vizinho. “Pessoas suspeitas de estarem por detrás das manifestações hostis planeadas para este país serão detidas independentemente da sua posição.” afirmou o comissário da polícia swazi Isaac Magagula.

“Todos são suspeitos até prova em contrário, neste momento estamos a fazer operaçõesde surpresa em locais considerados suspeitos de esconderem material considerado de ameaça a segurança nacional” acrescentou o mesmo oficial da polícia swazi falando a agência AFP.

A operação realizada na manhã desta segunda-feira foi na residência de Barnes Dlamini, presidente da Federação Swazi dos Sindicatos do Comércio, que é um dos mobilizadores da manifestação pública agenda para amanhã na Swazilândia.

“A polícia chegou com um mandato de busca. Procuraram armas, explosivos e outro material similar que me ligasse a actos terroristas” afirmou Dlamini. O líder sindical acrescentou que a polícia visitou a sua residência durante o fim de semana, enquanto ele estava ausente na África do Sul, e ameassou a sua família. Dlamini acrescentou que a polícia nada encontrou na sua casa.

Os sindicatos são a cara visível dos protesto pois os partidos políticos da oposição estão banidos no Reino da Swazilândia.

Na semana passada um dos organizadores nacionais do Congresso da Juventude Swazi, Mcolisi Ngcamphalana, afirmou que foi detido e torturado pela polícia.

Três dias de manifestações populares de protesto estão agendadas apartir de terça-feira, dia 12 de Abril, na cidade de Manzini informou o secretário-geral da Federação dos Trabalhadores da Swazilândia. Entretanto na semana finda o Primeiro Ministro Barnabas Dlamini declarou que as manifestações não estão autorizadas e avisou que quem participar nelas fará por sua conta e risco.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!