Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Líder islamita proíbe rádios somalis de passar música

O ultimato começou a contar desde sábado e foi lançado pelo representante da milícia Hizbulislam em Mogadíscio, o xeque Moalim Hashi Mohamed Farahhe. “É contra o islão tocar música e outro tipo de letras.

Nós devíamos banir o direito à música agora e queremos dar dez dias para que removam todas as músicas”, declarou o líder islamita. O Hizbulislam é um dos grupos que operam em território somali contra o Governo de transição, defendendo ali a instauração de um estado islâmico.

“Eles dirão que estamos a interferir com as liberdades civis mas não ligamos”, avisou desde logo o xeque, antecipando reacções externas. O líder islamita sublinhou ainda que todos os combatentes islâmicos que vieram de fora para lutar por aquele objectivo não podem ser chamados estrangeiros. E disse que os estrangeiros ali eram as forças de paz da União Africana. A Somália corre cada vez mais o risco de se transformar num autêntico Afeganistão, do tempo do regime talibã derrubado em 2001.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!