Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Líder islamita proíbe rádios somalis de passar música

O ultimato começou a contar desde sábado e foi lançado pelo representante da milícia Hizbulislam em Mogadíscio, o xeque Moalim Hashi Mohamed Farahhe. “É contra o islão tocar música e outro tipo de letras.

Nós devíamos banir o direito à música agora e queremos dar dez dias para que removam todas as músicas”, declarou o líder islamita. O Hizbulislam é um dos grupos que operam em território somali contra o Governo de transição, defendendo ali a instauração de um estado islâmico.

“Eles dirão que estamos a interferir com as liberdades civis mas não ligamos”, avisou desde logo o xeque, antecipando reacções externas. O líder islamita sublinhou ainda que todos os combatentes islâmicos que vieram de fora para lutar por aquele objectivo não podem ser chamados estrangeiros. E disse que os estrangeiros ali eram as forças de paz da União Africana. A Somália corre cada vez mais o risco de se transformar num autêntico Afeganistão, do tempo do regime talibã derrubado em 2001.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!