Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Líder da Renamo queixa-se de ser alvo de espionagem

Líder da Renamo queixa-se de ser alvo de espionagem

O líder da Renamo, Afonso Dhlakama, disse, último sábado, que está a ser alvo de uma cerrada espionagem por parte dos membros da polícia que estão a guarnecer a sua residência oficial, na cidade de Nampula, onde se encontra desde princípios do ano passado. Eles querem conhecer quem são os que entram na minha casa e o que vão fazer para depois reportarem tudo ao governo da Frelimo. Até chegam ao cúmulo de revistar diplomatas e jornalistas. Referiu.

 

 

Para o líder da Renamo, não faz sentido que uma força policial partidarizada, portanto fortemente comprometida em defender os interesses do partido Frelimo, se instale em sua casa, sob o pretexto de que está a guarnecê-la sem que, para tal, tenha sido solicitada alguma vez.

Eu nunca pedi a polícia para me proteger. Aliás, é inconcebível que a mesma polícia que costuma a ser cúmplice da Frelimo no roubar dos meus votos se intitule agora como minha protectora. Sublinha.

Entretanto, o comandante geral da Polícia da República de Moçambique (PRM) Jorge Kalau, argumenta que Afonso Dhlakama não é um prisioneiro político, mas, sim, o líder do maior partido político da oposição e membro do Conselho do Estado. E, portanto, merecedor da protecção que lhe está a ser feita.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!