Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Lavrados mais de três mil hectares para produção do arroz no Chókwè

Cerca de 3.200 hectares de terra foram já lavrados no perímetro irrigado do Chókwè, província de Gaza, sul de Moçambique, para a produção de arroz na presente época agrícola, a ser lançada formalmente no país, no dia 23 de Outubro corrente.

Segundo o director nacional dos Serviços Agrários no Ministério da Agricultura, Momed Valá, estão disponíveis no perímetro irrigado do Chókwè cerca de sete mil hectares “possíveis de serem trabalhados”, fundamentalmente, para a produção deste cereal.

“Estes sete mil hectares não vão ter problemas de drenagem de água na altura em que as culturas estiverem em franco desenvolvimento”, garantiu, Terça-feira, aquele responsável.

Valá referiu que o Ministério da Agricultura alocou “alguns recursos financeiros à empresa pública Hidráulica do Chókwè, para garantir o fornecimento de água” aos produtores que exploram o regadio do Chókwè.

A Hidráulica do Chókwè tem a missão de prestar serviços à produção agrícola no perímetro irrigado e incentivar a criação de uma comunidade empresarial, através de ligações de mercado sustentáveis a longo prazo.

Segundo Valá, no regadio do baixo Limpopo, ainda na província de Gaza, “temos perto de 57 quilómetros de valas de rega, sobretudo drenagens já limpas, com vista a criar um bom ambiente para a produção dentro do perímetro irrigado”.

De referir que Moçambique continua a registar um défice anual de cerca de 300 mil toneladas de arroz, dado que produz apenas 285 mil toneladas das 600 mil consumidas no país.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!