Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Lançado livro sobre género e democracia

A Women and Law in Southern Africa Moçambique (WLSA) lançou, sexta-feira, em Maputo, um livro intitulado “Género e Democracia”, da autoria de Conceição Osório, sobre os actos eleitorais realizados em 2009. A obra, procura analisar os processos eleitorais que tiveram lugar em Moçambique em 2009.

O autor tomou em consideração a influência do sistema democrático no exercício da cidadania pelas mulheres através da inclusão de novos temas e novos actores no campo político, podendo constituir um factor de renovação da democracia.

Conceição Osório disse que a sua pesquisa para a elaboração do livro analisou igualmente as lógicas eleitorais que mostram como o discurso cultural que relativiza os direitos humanos das mulheres, se combina com os apelos à participação feminina e com a presença de mulheres nas direcções das campanhas eleitorais.

“Nós fizemos este livro cujo objecto de estudo foram as eleições de 2009, as legislativas e provinciais e pretendemos analisar como é que, num contexto democrático, ao fim de 15 anos desde as primeiras eleições legislativas e presidenciais, o que é que se alterou nas políticas públicas no que respeita à igualdade de género e como é que estas políticas estão a ser implementadas no país” disse a autora.

Osório disse ainda que “trabalhamos especialmente com três partidos políticos nomeadamente a FRELIMO, Movimento Democrático de Moçambique (MDM) e a RENAMO e pretendemos saber como é que eles produzem os discursos de igualdade de género, igualdade em relação ao acesso das mulheres ao poder, igualdade de direitos.

Quisemos estudar as contradições entre o que está escrito nos documentos do Estado, bem como nos documentos dos próprios partidos nos manifestos eleitorais e a sua prática relativa à igualdade direitos entre mulheres e homens”.

O lançamento desta obra literária contou com o financiamento da Embaixada da Suíça.

A WLSA, que conta com 6 obras publicadas, é uma organização não governamental que faz pesquisa sobre a situação dos direitos das mulheres, em sete países da África Austral: Botswana, Lesotho, Malawi, Moçambique, Suazilândia, Zâmbia e Zimbabwe.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!