Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Lalaua produtos agrícolas sem escoamento

O distrito de Lalaua continua a enfrentar dificuldades no processo de escoamento e colocação dos produtos agrícolas, devido ao estado avançado de degradação em que se encontram as principais vias que dão acesso aos Postos Administrativos e às zonas produtivas mais distantes da vila sede.

Segundo António Iovahale, secretário permanente daquele distrito, a situação é mais crítica quando se trata de produtos de rendimento, como é o caso de algodão, tabaco e gergelim, uma vez que estas culturas não sendo consumíveis, acabam apodrecendo nos armazéns dos produtores. Iovahale disse que, devido a esta situação, os poucos comerciantes que conseguem deslocar-se às comunidades têm comprado os produtos a preços muito baixos que não recompensam os gastos e esforços dos camponeses.

Aquele responsável referiu que, face ao cenário, o governo do distrito tem estado a manter diálogo com alguns agentes económicos, com vista a ultrapassar estes e outros constrangimentos que, directa ou indirectamente, têm contribuído para o enfraquecimento da economia de Lalaua, pese embora seja considerado um dos distritos mais produtivos da província de Nampula.

Referiu, ainda, que, em consequência da situação, o distrito de Lalaua registou na campanha agrícola 2008/2009 um decréscimo nas receitas provenientes, principalmente, da venda de algodão e tabaco. São os poucos compradores que se dispõe a deslocar-se até às comunidades ditam os preços, que os camponeses são obrigados a aceitar afim de evitar que os seus produtos se estraguem. Esses compradores alegam que gastam muito combustível e as suas sofrem constantes avarias durante os percursos. Frisou aquele dirigente.

Apesar destes constrangimentos, a fonte considera que Lalaua está a registar melhorias em algumas áreas sócioeconómicas comparativamente aos anos anteriores. Iovahale recordou que dantes o distrito de Lalaua carecia de técnicos e outros quadros nalguns sectores do estado devido à sua situação geográfica em relação à cidade capital da província.

A situação foi invertida a partir da altura em o governo decidiu , como forma de incentivo, atribuir aos funcionários do Estado afectos em Lalaua um subsídio de isolamento de 100 por cento sobre o valor dos respectivos salários, que veio a encorajar sobremaneira os técnicos médios e superiores e a trabalharem naquela distrito longínquo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!