Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

La Liga: Real é Campeão Espanhol pela 32ª vez e acaba com reinado do Barça

La Liga: Real é Campeão Espanhol pela 32ª vez e acaba com reinado do Barça

O Real Madrid sagrou-se Campeão Espanhol pela 32ª vez da sua história nesta quarta-feira, ao derrotar por 3 a 0 o Athletic Bilbao, acabando com o reinado do Barcelona, que tinha conquistado o título nas três última temporadas.

Na ‘Catedral’ de San Mames, os golos do Real foram marcados pelo argentino Gonzalo Higuaín, pelo alemão Mesut Özil e pelo português Cristiano Ronaldo, que se deu o luxo de perder um pénalti no início da partida.

O técnico José Mourinho comemorou muito este título, o seu segundo desde que assumiu o comando do Real Madrid em 2010, depois da Copa do Rei de 2011, quando derrotou o Barça na final. “Merecemos vencer este campeonato. Foi o título mais difícil da minha carreira como treinador. A partir de amanhã, vamos começar a trabalhar a pensar na próxima temporada”, declarou.

Mourinho igualou o recorde de Ernst Happel e Giovanni Trapattoni ao vencer campeonatos nacionais em quatro páises (já venceu em Portugual com o Fc Porto, na Inglaterra com o Chelsea na Itália com a Inter de Milão).

O guarda redes Iker Casillas, de 30 anos, também mostrou-se emocionado com a conquista do seu quinto título de Campeão Espanhol. “Agora podemos comemorar. Foi complicado porque temos uma equipe jovem, mas desde o ano passado demos um salto de qualidade e nesta temporada conseguimos vencer”, comentou o capitão.

O Real impressionou com seu poder ofensivo e já quebrou o recorde de golos marcados numa única edição do Campeonato Espanhol ao balançar as redes 115 vezes, superando a marca que o próprio clube ‘Merengue’ tinha alcançado na temporada 1989-90 (107), com a equipe liderada pelo lendário atacante Emilio Butragueño.

Mais cedo nesta quarta-feira, em outra partida válida pela 20ª jornada do Campeonato Espanhol, prevista para janeiro mas adiada para este fim de temporada, o Barcelona atropelou o Málaga por 4 a 1, com três golos marcados pelo craque argentino Lionel Messi.

Com este resultado, o Real entrou em campo com a obrigação de vencer em Bilbao para garantir o título, o que conseguiu, ao manter sua vantagem de sete pontos sobre os catalães a duas jornadas do fim do campeonato.

O clube da capital teve tudo para abrir o placar aos 12 minutos de jogo, mas Cristiano Ronaldo desperdiçou uma cobrança de pénalti após o juiz apitar uma mão de Javi Martinez dentro da área.

Aos 16, Higuaín abriu o placar ao receber um grande passe de Özil, que voltou a brilhar três minutos depois ao fazer o golo do 2 a 0 ao empurrar para as redes um cruzamento de Cristiano Ronaldo na segunda trave.

O português também deixou o seu aos 5 minutos do segundo tempo, anotando seu 44º golo da temporada, dois a menos que o agora melhor marcado Lionel Messi (46).

Apesar de perder o título de Campeão Espanhol, o argentino entrou na história ao se tornar o maior artilheiro de um clube europeu numa única temporada, somando 68 golos com o Barcelona em todas as competições que disputou, quebrando o recorde do alemão Gerd Müller, que fez 67 com o Bayern em 1972-1973.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!