Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Justiça: novos edifícios vem dar maior dignidade ao sector – PR

O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, disse, Quinta-feira, em Maputo, que a extensão e melhoria das infra-estruturas judiciais no país vem dar maior dignidade a este sector chave na vida de toda a sociedade.

Falando depois de inaugurar dois novos edifícios construídos de raiz com apoio da China, nomeadamente o da Procuradoria-Geral da República (PGR) e do Gabinete Central de Combate a Corrupção (GCCC), Guebuza afirmou que com este feito o país deu um importante passo rumo a melhoria das condições de trabalho dos quadros desta área o que deve se reflectir no respectivo desempenho.

“A melhoria das condições de trabalho deve traduzir-se também na melhoria do desempenho de todos”, disse o Presidente, sublinhando que esta será a melhor forma de valorizar o que foi feito e forma de ir ao encontro dos anseios do povo moçambicano.

Numa cerimonia em que tomaram parte o Procurador Geral da República (PGR), Augusto Paulino, a Ministra da Justiça, Benvinda Levy, o Embaixador chinês em Moçambique, Huang Sun Pu, entre outras individualidades, funcionários da área da justiça, e convidados, Guebuza destacou, por outro lado, que os dois novos edifícios não só vão melhorar a prestação de serviços ao público, mas também incrementam a beleza arquitectónica da capital moçambicana.

Salientando o papel da PGR e do GCCC na manutenção da ordem e tranquilidade públicas, combate ao crime e a corrupção, o estadista moçambicano considerou ainda que a construção destas infra-estruturas expressa o cometimento dos dois países na luta pelo bem estar das duas nações e povos.

De acordo com ele, o facto veio ainda dar maior expressão e substancia as relações entre Moçambique e a China que datam desde os tempos da luta armada de libertação nacional.

Por seu turno, o Embaixador chinês acreditado em Maputo, Huang Sun Pu, disse que fora de ostentarem uma beleza arquitectónica impar, os dois edifícios são um símbolo inequívoco de cooperação entre os dois países, na sua componente de combate ao crime.

Huang frisou, por outro lado, que, apesar de estar a trabalhar em Moçambique, na qualidade de embaixador, há menos de seis meses tem plena certeza de que Moçambique terá um futuro muito brilhante, a avaliar pela forma como o país tem se empenhado nas várias frentes de luta contra a pobreza.

Algumas salas dos dois edifícios hoje inaugurados foram baptizados com nomes de destacadas figuras do país como é o caso do falecido Presidente Samora Machel, do actual Presidente, Armando Guebuza, dos antigos procuradores gerais da república, nomeadamente Sinai Nhatitima, Eduardo Mulembwe, e Carlos Raposo Pereira.

Edifícios hoje inaugurados custaram 21,8 milhões de dólares

Os dois edifícios hoje inaugurados custaram cerca de 21,8 milhões de dólares norte-americanos, disponibilizados em forma de credito concessional pelo “Exim Bank” da China.

O empreiteiro dos edifícios, o consórcio “CCM/COMPLANT”, iniciou as obras a 01de Novembro de 2008. A entrega provisória dos mesmos foi a 28 de Outubro de 2010, cumprindo assim com o prazo de execução fixado em 24 meses.

O edifício da PGR, cujo custo foi de 18,4 milhões de USD, localiza-se em plena Avenida Vlademir Lenine, na zona baixa da cidade de Maputo, comportando 11 pisos e um parque de estacionamento para 67 viaturas.

Enquanto isso, o do GCCC, que também se localiza na zona baixa, custou cerca 3,4 milhões de USD. Este comporta três pisos e um parquet para 34 viaturas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!