Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Jovem assassinada por desconhecidos em Namialo

Uma cidadã identificada apenas por Sara, de 21 anos de idade, foi encontrada sem vida na manhã do último sábado (26), numa cubata abandonada, no bairro Clube, arredores da vila de Namialo, no distrito de Meconta, província de Nampula.

São desconhecidas as causas que ditaram a morte da jovem que em vida era trabalhadora de sexo, ou seja, procurava ganhar dinheiro para garantir a sua sobrevivência expondo seu corpo e satisfazendo os desejos sexuais de qualquer homem que a procurasse, mediante o pagamento de a partir de 50 meticais.

Mas suspeita-se que a vítima tenha sido envenenada e violada sexualmente por um grupo de homens. Consta que na noite do Natal Sara estava na rua para mais uma jornada do ofício através o qual sobrevive. Instantes depois ela desapareceu na companhia de um “cliente”.

O corpo da finada não apresentava sinais de agressão física, o que endossa a tese de intoxicação e posterior estupro. Na altura em que Sara se separou das amigas levava uma bolsa, na qual trazia 1.500 meticais e dois telemóveis. Porém, nenhum destes bens foi encontrado, excepto a bolsa. Segundo Abudo Hassane, uma das pessoas entrevistadas pelo @Verdade por conta deste assunto, não era a primeira vez que a malograda se envolvia com o cidadão em alusão.

Uma equipa composta por profissionais de saúde e da Polícia da República de Moçambique (PRM) a nível de Namialo fez-se ao local da ocorrência para apurar o que se passou a ponto de a jovem encontrar a morte, mas nada foi avançado porque o trabalho prossegue.

Contactada pelo @Verdade, a PRM em Namialo confirmou o óbito mas sem avançar detalhes. O indivíduo que levou Sara para sua casa encontra-se detido, bem como as duas amigas que estiveram presentes aquando da saída da vítima do local de prostituição.

A Polícia de Investigação Criminal (PIC) encontra-se no terreno a trabalhar, pois acredita-se que outras pessoas estejam envolvidas no homicídio, por motivos ainda não claros.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!