Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

JFS compra 12 mil toneladas de algodão caroço

A Sociedade Algodoeira do Niassa (SAN), uma empresa do grupo JFS, já comprou 12.565 toneladas de algodão caroço na campanha agrícola 2010-2011.

A JFS trabalha neste momento nos distritos de Cuamba, Maúa, Majune, Mandimba, Marrupa, Mecanhelas, Metarica, Nipepe, Mecula e Milange (Zambézia).

Ao todo, foram inscritos 18.032 produtores. Informação actualizada da JFS em Cuamba aponta que foram gastos, até ao passado dia 23 de Setembro de 2011, 4.557.301 de U$D, o equivalente a 123.039.000,00 Meticais.

Para além de comprar o algodão, a JFS possui uma fábrica, em Cuamba, que se dedica ao descaroçamento do chamado ouro branco, sendo a única da zona Norte do País. A partir da campanha agrícola 2010-2011 a SAN expandiu as suas actividades para os distritos de Majune, Mandimba no Niassa.

Embora o distrito do Lago esteja no grupo dos potenciais produtores de algodão, esta cultura ainda não é praticada. Mas para a campanha 2011- 2012 estão inscritos 100 produtores que querem abraçar o ouro branco.

Cuamba líder do algodão

O distrito de Cuamba é maior produtor de algodão na província do Niassa, respondendo com 63 porcento do total. Em Cuamba estão inscritos 11.006 produtores, número que deverá subir na campanha 2011-2012 para 20.000.

Seguido de Cuamba está o distrito vizinho de Metarica com 14 porcento da produção total e 2.420 produtores, numero que subirá para 3.500 nesta campanha. O distrito de Nipepe apesar de possuir poucos produtores, responde por 11 porcento do global do algodão no Niassa. São 1.930 produtores, número que subirá para 2.500 na campanha 2011-2012.

Preço motiva camponeses

Continua subida de preço de algodão nos últimos dois anos, está na origem do regresso de camponeses ao sector. Só para citar alguns número, a JFS na campanha agrícola 2007-2008 tinha em Cuamba 7.852 produtores.

Este número baixou para 7.722 (2008-2009), 7487 (2009-2010). Mas quando o preço voltou a dar sinais de subida o cenário se inverteu rapidamente. Na campanha 2010- 2011 subiu para 11.006 produtores.

Este ano, foi anunciado novo preço de compra de algodão por parte do Governo. Para a campanha 2011-2012 o total de camponeses inscritos pela JFS em Cuamba é de 20.000.

Por outro lado, os problemas que outras culturas de rendimento estão a ter no processo de compra, faz com que os camponeses optem pelo algodão. Estes exemplos são de Mandimba, Mecanhelas, distritos onde reina o tabaco e há problemas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!