Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Interligação eléctrica Moçambique-Malawi deverá ser aprovada até Março

O Governo do Malawi tem um prazo que vai até 15 de Março próximo para aprovar o Projecto de Interligação Eléctrica com Moçambique, financiado pelo Banco Mundial. Este projecto, que visa a construção de um sistema de interligação e transmissão de 220 Quilovolts (Kv) entre Matambo em Tete e Phombeya em Blantyre, no Malawi, está avaliado em 48 milhões de Dólares Norteamericanos.

Segundo a Rádio Moçambique, o Malawi corre o risco de perder o crédito concedido pelo Banco Mundial em 2007, para o financiamento do projecto de interligação eléctrica com Moçambique, se até 15 de Março não aprovar este empréstimo. À luz da legislação malawiana, o acesso ao crédito depende da aprovação do parlamento sob proposta do governo.

No entanto, o parlamento não dispõe de poderes para obrigar o governo a apresentar a proposta antes do dia 15 de Março, o que pressupõe que o Malawi poderá perder em definitivo o acesso ao financiamento do Banco Mundial. O Banco Mundial concedeu o empréstimo ao Malawi em Julho de 2007, mas, na sequência dos atrasos que se verificaram na sua aprovação, aquela instituição decidiu dar um ultimato até Dezembro do ano passado, que entretanto não foi observado pelos malawianos.

Enquanto se aguardava pela aprovação do empréstimo pelo parlamento malawiano, a empresa moçambicana de distribuição de energia, EDM, e o Banco Mundial negociavam a implementação do projecto. Este projecto vai facilitar a importação de energia eléctrica moçambicana pelo Malawi, melhorando o acesso a este recurso.

O Projecto de Interligação Eléctrica Moçambique-Malawi compreende 124 quilómetros de 220 Kv do duplo circuito da linha de Transmissão e Extensão de Matambo do lado moçambicano e 76 quilómetros de 220 Kv do duplo circuito da linha transmissão e nova subestação de Phombeya com um “shunt-reactor” de compensação do lado malawiano.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!