Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Insegurança origina fuga de reclusos

Cerca de 50 reclusos evadiram-se, de Janeiro a Outubro deste ano, das celas em diferentes estabelecimentos prisionais da província de Nampula, sugundo apurou o Wamphula fax de fontes governamentais. O governo aponta como principal causa das evasões, a acentuada degradação e a inexistência de vedação de maior parte das infraestruturias prisionais, sobretudo nos distritos.

 

 

Os problemas prisionais estão, também, relacionados com a falta de água potável para os reclusos encarcerados nas diversas cadeias distritais, com destaque para Mossuril, Muecate, Moma, Nampula/Rapale, Memba e o Centro de Produção de Iapala, em Ribáuè.

Pois que, em consequência deste cenário, os reclusos são obrigados a percorrer longas distâncias à procura daquele produto vital. Para além da falta de água, o sector da Justiça debate-se com a superlotação das celas, a despeito dos esforços visando o aumento do número de cadeias na provincia.

Dados disponíveis indicam que a Cadeia Civil Provincial de Nampula, concebida para albergar 100 reclusos em regime preventivo e penitenciário, comporta actualmente dezassete unidades prisionais, dos quais quinze cadeias distritais, um centro prisional aberto, uma cadeia preventiva anexa à Primeira Esquadra da PRM, e conta com um efectivo de 3.292 reclusos, sendo 1.977 preventivos e 1.315 condenados.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!